06/06/2016 17h39 - Atualizado em 6/06/2016 17h39

Dois suspeitos de matar e roubar empresário são presos em Manaus

Dupla foi presa após investigação da Polícia Civil. Crime ocorreu no dia 18 de maio deste ano, na Zona Leste.
Foto: Divulgação/PC
Foto: Divulgação/PC

Dois jovens, de 18 e 19 anos, foram presos em Manaus por envolvidos no latrocínio de um empresário no bairro Armando Mendes, Zona Leste. O crime ocorreu no dia 18 de maio deste ano. Segundo a Polícia Civil, os suspeitos foram presos nos dias 2 e 3 de junho deste ano, em cumprimento a mandados de prisão temporária. Eles foram apresentados à imprensa nesta segunda-feira (6).

De acordo com o delegado titular do 25º DIP, Cícero Túlio, um deles foi preso na casa onde morava, localizada no bairro Armando Mendes. O outro no dia seguinte, em outra rua do mesmo bairro.

O latrocínio aconteceu na tarde do dia 18 de maio deste ano, na Rua P do bairro Armando Mendes, ocasião em que a vítima saía da distribuidora de gás de sua propriedade. Ele estava com R$ 16,9 mil que depositaria em uma agência bancária.

O empresário foi atingido por tiros no tórax e na cabeça. Ele ainda chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. As câmeras do circuito de vigilância registraram toda a ação criminosa.

Cícero Túlio disse ainda que um adolescente de 17 anos, conhecido dos infratores, confirmou, em depoimento, que um dos presos foi o autor dos disparos.

“Além disso, também tivemos acesso a uma conversa entre o suspeito e essa mesma testemunha em uma rede social. Nela, o suspeito confirma participação no latrocínio e revela, com riqueza de detalhes, como aconteceu o delito, desde o estudo sobre a rotina da vítima até a execução do ato criminoso”, destacou o delegado.

O suspeito de 19 anos – Hycalo Fabrício Anjos Ferreira – era foragido desde o dia 14 de maio desde ano do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), onde cumpria pena no regime semiaberto, após ser condenado em dezembro de 2015 a seis anos e dois meses de prisão por ter participado de roubo ocorrido em julho daquele mesmo ano, no Centro da cidade. Segundo a polícia, ele apresentava hematomas no rosto. À polícia ele atribuiu as lesões a um roubo em que ele teria sido vítima, ocorrido no dia 29 de maio deste ano.

Segundo a polícia, Hycalo foi indiciado por latrocínio, associação criminosa e corrupção de menores. Já o jovem de 18 anos deverá responder por associação criminosa. Eles serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão permanecer à disposição da Justiça.

Fonte: G1

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505