23/06/2016 15h10 - Atualizado em 23/06/2016 15h10

Ex-tesoureiro do PT, também é alvo de mandado de prisão pela Operação Custo Brasil

A Polícia Federal considera, Paulo Ferreira, como foragido.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Além de João Vaccari Neto, outro ex-tesoureiro do PT também foi alvo de mandado de prisão preventiva pela Operação Custo Brasil. Paulo Ferreira foi secretário de Finanças do partido do governo entre 2005 e 2010. Fontes da Polícia Federal dizem que ele é considerado foragido.

O ex-vereador do PT Alexandre Romano, o Chambinho – suspeito de ser operador de propinas da Operação Lava Jato – declarou à Polícia Federal que o ex-tesoureiro do PT foi beneficiário de repasses. “Paulo Ferreira, ex-secretário de Relações Institucionais do PT, lhe procurou, de forma autônoma, pedindo repasses ao escritório Portanova para “ajudá-lo”; que apenas sabe que o beneficiário final dos repasses foi Paulo Ferreira”, afirmou Chambinho, em depoimento que prestou na sexta-feira, dia 14.

A delação de Chambinho motivou algumas prisões desse desdobramento da Operação Lava Jato.

Fonte: Estadão

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505