16/06/2016 10h37 - Atualizado em 16/06/2016 11h16

Festival que só da prejuízo não merece apoio

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Apoiei o Festival de Parintins desde 1993 até 1997, diretamente, sem ganhar nada, divulgando as toadas e eventos das agremiações folclóricas. Conheci pessoas integras e justas que transformaram a festinha dos bois em Manaus em um evento magnifico. Gente que fazia tudo por amor arrecadando dinheiro para realização do Festival em Parintins.

Depois de um certo tempo as coisas se profissionalizaram e as toadas ganharam patamares de sucesso, criaram-se as empresas ASSOCIAÇÃO FOLCLÓRICA AMIGOS DO GARANTIDO E MOVIMENTO MARUJADA. A partir daí o festival ganhou o mundo.

Desde lá (estou falando dos anos 90 até os dias de hoje) a iniciativa privada deveria ser alcançada por um trabalho intenso de marketing, envolvendo gente séria, mas o que vi e chegou a ser alardeado pela mídia foi um ASSALTO a esta verba arrecadada que nunca chegou a ajudar de fato a população sofrida de Parintins.

Gente que manipulou verba que deveria ser repassada ao Festival Folclórico em beneficio próprio e hoje, quando pensamos neste e em outros festivais, vemos o Governo Federal agonizando sem verba pra ações muito mais relevantes e mesmo assim, recursos entrando pra bancar eventos.

É difícil falar em politica honesta em um país que vira as costas pra segurança e atendimento médico hospitalar em detrimento de uma festa que dura 3 dias e não garante seu próprio sustento. Isso é FARRA com o dinheiro público.
Se não se garantem e não capricham no trabalho, diminuam o tamanho da festa ou a largura dos bolsos.

Cid Soares

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505