11/06/2016 01h11 - Atualizado em 11/06/2016 01h16

Mesmo inelegível, Eron bezerra é o pré-candidato do PCdoB à Prefeitura de Manaus

Ex-secretário acumulou só este ano duas condenações que somam R$ 3,7 milhões.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Mesmo com condenações no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) e no Tribunal de Contas do Estado (TCE), o ex-secretário de Ciência e Tecnologia do Governo Federal, Eron Bezerra, se lançou pré-candidato do PCdoB para a Prefeitura de Manaus, partido que ele preside no Amazonas.

Eron foi condenado, junto com o ex-presidente do Instituto Dignidade para Todos (IDPT), Lacerda Carlos Júnior, a devolverem R$ 1,1 milhão aos cofres públicos por mal uso de recursos em 2008. decisão foi publicada, no Diário Oficial do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), nesta terça-feira (7). Na sentença, o juiz Leoney Figliuolo Harraquian determinou ainda a suspensão dos direitos políticos dos condenados pelo período de oito anos. Cabe recurso da decisão.

No último dia 25 de maio, o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) julgou irregular a prestação de contas de Eron, referente a sua gestão na Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror). Eron Bezerra foi condenado a devolver R$ 2,6 milhões aos cofres públicos, entre multas e glosa.

Se a candidatura se consolidar, caberá ao Ministério Público Eleitoral apresentar razões para a impugnação da candidatura, o que pode não surtir efeito se ambas as condenações estiverem suspensas por conta do efeito suspensivo dos recursos.

Eron Bezerra informou que seus advogados já estão trabalhando para reverter as decisões.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505