06/06/2016 16h31 - Atualizado em 6/06/2016 16h31

Preço da cesta básica sobe em Manaus; banana lidera reajuste

Capital ocupa a 13ª posição no ranking das cestas mais caras do país.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O custo da cesta básica de Manaus aumentou 0,62% em maio deste ano em comparação ao mês anterior. O preço ficou em R$ 386,08, de acordo com pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), divulgada nesta segunda-feira (6). Manaus passa a ocupa a 13ª posição no ranking das cestas mais caras, dentre as 27 capitais onde é realizada.

De acordo com os dados, preço da cesta básica de Manaus, composta por 12 produtos, em abril era de R$ 383,72. Em maio de 2015 a cesta básica custou R$ 343,78.

Na capital amazonense, cinco produtos apresentaram alta, seis tiveram queda nos seus preços no mês analisado e um se manteve inalterado. A banana (6,02%) foi o produto que apresentou maior alta no mês seguido do pão (3,45%), da farinha (2,99%), do feijão (1,57%) e do leite (1,20%).

A manteiga (-6,89%) foi o produto que apresentou maior queda no mês seguido da carne (-2,78%), do óleo (-1,17%), do café (-0,91%), do arroz (-0,38%) e o tomate (-0,20%). O açúcar não apresentou variação e manteve seu preço médio inalterado em relação ao mês anterior.

Capitais
Ao todo, 17 das 27 capitais brasileiras tiveram aumento no valor da cesta. As maiores altas ocorreram em Porto Alegre (3,87%), Curitiba (3,46%) e Brasília (3,25%) e as quedas mais expressivas foram verificadas em Florianópolis (-4,09%), Fortaleza (-2,60%) e Rio Branco (-2,49%).

São Paulo foi a capital que registrou o maior custo para a cesta básica (R$ 449,70), seguida de Porto Alegre (R$ 443,46) e Brasília (R$ 441,60). Os menores valores médios foram observados em Rio Branco (R$ 335,31), Natal (R$ 337,49) e Aracaju (R$ 344,83).

Entre janeiro e maio de 2016, todas as cidades acumularam alta, exceto Florianópolis (-0,81%). As maiores variações foram observadas em Goiânia (14,80%), Belém (14,50%), Aracaju (12,78%), Salvador (12,69%) e João Pessoa (11,29%). Os menores aumentos ocorreram em Campo Grande (3,39%), Porto Velho (3,84%) e Porto Alegre (4,49%).

Fonte: G1

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505