22/06/2016 16h59 - Atualizado em 22/06/2016 17h05

Sindeprest denuncia atestados médicos falsos em Manaus

O crescimento de atestados médicos falsos estão causando sérios prejuízos às empresas prestadoras de serviços na capital.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O presidente do Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços do Amazonas (Sindeprest-AM), Raynor da Costa Aguiar denunciou neste terça-feira, 21, aos conselhos regionais de Medicina (CRM) e de Odontologia (CRO) o crescimento de atestados médicos falsos, que estão causando sérios prejuízos às empresas prestadoras de serviços em Manaus.

Raynor afirma que além dos documentos falsos, médicos e odontólogos de órgãos públicos estão emitindo atestados de até 3 dias para tratar uma simples dor de dente ou dor de cabeça, sem a Classificação Internacional de Doenças (CID) prescrita.

De acordo com o presidente do Sindeprest-AM as queixas são recebidas frequentemente de empresas que se sentem lesadas com a falta dos funcionários principalmente pelo momento de crise que o país passa. “São várias as reclamações que chegam ao sindicato e os prejuízos são enormes, principalmente nesse momento de crise”, declarou Raynor.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505