26/07/2016 10h32 - Atualizado em 26/07/2016 15h44

Fiel aliado à Dilma, ex-ministro Eduardo Braga votará pelo impeachment, diz Estadão

A decisão não seria à toa, após encontro com Temer, Braga pode ter garantido apoio para que o TSE vote pela cassação de Melo e ele assuma a cadeira de governador.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O ex-governador do Amazonas e ex-ministro de Minas e Energia do governo Dilma Rousseff (PT), Eduardo Braga (PMDB) deverá votar a favor do impeachment da petista, segundo reportagem do Estadão publicada nesta terça-feira (26). A decisão é com um único propósito: garantir apoio para que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vote pela cassação do mandato do governador José Melo e ele assuma o comando do Estado.

Braga não votou na admissibilidade do processo em abril deste ano, porque estava de licença do Senado por problemas de saúde e vem fazendo mistério sobre como será a votação decisiva para o impeachment da presidente afastada.

Segundo a reportagem do Estadão, Braga teria decidido votar pelo impeachment, mas manterá o mistério até o dia da votação. O ex-ministro teria se encontrado com o presidente interino, Michel Temer, que pertence ao mesmo partido do senador e após o encontro decidido o seu voto.

Com apoio de Temer, Eduardo Braga tem mais chances de conseguir que o TSE vote pela cassação de Melo.

Fonte: Redação AM POST

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505