27/07/2016 07h34 - Atualizado em 27/07/2016 15h20

Forças de segurança apresentam aparato para a Operação Jogos Olímpicos em Manaus

No total atuarão seis mil agentes de 41 instituições, 80 viaturas, 40 motocicletas, 12 embarcações, quatro blindados e cinco helicópteros.
Foto: Divulgação/Secom
Foto: Divulgação/Secom

Faltando nove dez dias para o início dos Jogos Olímpicos Rio 2016, as Forças de Segurança que vão atuar em Manaus durante os jogos do Torneio Olímpico de Futebol apresentaram na terça-feira (26), a estrutura que será utilizada na operação. Serão seis mil agentes de 41 instituições que incluem Forças Armadas, Polícias Militar, Civil e Federal, Bombeiros, órgãos da Inteligência entre outros órgãos do Estado e do Município, além de 80 viaturas, 40 motocicletas, 12 embarcações, quatro blindados e cinco helicópteros.

A cerimônia, que marcou oficialmente o início das atividades de segurança para os Jogos Olímpicos na capital amazonense, aconteceu na sede do Comando Militar da Amazônia (CMA) e contou com representantes de todas as forças que vão estar em ação até o dia 12 de agosto. A partir de agora, os três eixos da Operação – Segurança, Inteligência e Defesa – estarão integrados 24 horas tendo como base o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Manaus vai sediar três rodadas duplas do torneio de futebol nos dias 4, 7 e 9 de agosto na Arena da Amazônia: dia 4 de agosto (quinta-feira) às 18h, Suécia x Colômbia e às 21h, Nigéria x Japão; dia 7 de agosto (domingo) às 18h, Suécia x Nigéria e às 21h, Colômbia x Japão; e dia 9 de agosto (terça-feira), às 18h, futebol feminino entre Colômbia x Estados Unidos e às 21h, África do Sul x Brasil.

De acordo com o Comandante Militar da Amazônia, general Antônio Miotto, a integração será a palavra chave da operação. “Depois de um longo preparo que tivemos, desde o ano passado, todos os 41 órgãos estão prontos. Foram vários treinamentos realizados. O Estado do Amazonas vai dar uma demonstração de organização e de união para todo o Brasil e para todo o mundo. A população pode ficar muito tranquila que a segurança e a defesa vão funcionar a pleno vapor”, garantiu.

O Secretário Estadual de Segurança Pública do Governo do Amazonas, Sérgio Fontes, declarou que mais de 2 mil homens integram as forças policiais do Estado compostas pelas Polícias Militar, Civil, Corpo de Bombeiros e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran). “Somando todas as forças, estimamos aí cerca de 6 mil homens. Toda a nossa força de segurança vai estar envolvida nas Olimpíadas. Em algum momento uma delas vai ter uma missão, demonstrando a nossa capacidade de trabalhar de maneira coordenada”.

Combate ao terrorismo – Sérgio Fontes destacou a integração das ações que faz com que a operação esteja preparada para todas as circunstâncias, inclusive o combate ao terrorismo. “O trabalho de combate ao terrorismo é dividido na parte de inteligência, onde temos a Abin (Agência Brasileira de Inteligência), a Seai (Secretaria Adjunta de Inteligência), a Policia Federal e todos os demais que estão trabalhando. No eixo da defesa e da segurança, as forças táticas estão unidas e preparadas para trabalhar em conjunto, inclusive com ameaças químicas, radiológicas de todos os tipos. Na parte de segurança pública, nós já dividimos em protocolos e vamos estar protegendo intensamente as delegações e os locais de aglomeração, como a Ponta Negra, Largo São Sebastião e a Arena”.

Além do Exército, a Marinha e Aeronáutica estarão focadas na proteção e na defesa nacional com operações na terra, na água e no ar. “Nós transformamos a área da Arena da Amazônia numa bolha de proteção em que os órgãos de controle do espaço aéreo estarão monitorando qualquer tráfego que por ventura queira penetrar, atravessar ou cruzar essa linha de segurança. Para tanto, temos os dispositivos de alarme e de acionamento de aeronaves nossas que estarão inclusive pousadas no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. São duas aeronaves de defesa aérea que prontamente poderão decolar e fazer a interceptação e até, se for o caso, a destruição dessa aeronave invasora se não for identificada em tempo hábil”, declarou o comandante do 7º Comar, Major brigadeiro Waldeisio Ferreira Campos,
Já a Marinha do Brasil participará da defesa e do monitoramento das estruturas estratégicas, com fuzileiros navais do controle fluvial e patrulha naval nos rios, além de atuar com uma equipe de negociação junto ao Exército e também dentro da equipe de NQBR (Defesa Nuclear, Química, Biológica e Radiológica).

Para o coordenador Estadual do Comitê Olímpico Manaus 2016, Mário Aufiero, a estrutura de segurança montada irá garantir tranquilidade e o sucesso dos jogos em Manaus. “Tudo o que foi planejado está sendo executado a partir de hoje com essa integração total das forças de seguranças. Estamos satisfeitos com a operação montada tanto para as fronteiras como para a capital”, disse Aufiero.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505