25/07/2016 17h59 - Atualizado em 25/07/2016 17h59

Hospital Adriano Jorge será habilitado no MS, para realizar transplantes de rim

A expectativa é que daqui a três meses seja realizado, na unidade, o primeiro transplante.
Foto: Divulgação/Secom
Foto: Divulgação/Secom

A Secretaria Estadual de Saúde (Susam) já iniciou os preparativos para habilitar a Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ) para realização de transplantes de rim. O secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, participará de reunião nesta terça-feira (26), às 10h, no Ministério da Saúde (MS), para tratar do credenciamento do hospital, para que possa receber recursos para esse fim, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A expectativa, segundo ele, é que daqui a três meses seja realizado, na unidade, o primeiro transplante de rim da rede pública de saúde do estado.

A reunião para tratar do assunto será realizada na Coordenação do Sistema Nacional de Transplantes do MS. Uma das exigências para credenciamento da unidade para realização de transplantes de rim é a capacitação dos profissionais do hospital – médicos, assistentes sociais, psicólogos e nutricionistas. Esse treinamento será realizado pela equipe de Hepato do Hospital Bandeirantes, de São Paulo, responsável por realizar transplantes de rins naquele estado e no Acre. A etapa de capacitação, de acordo com Pedro Elias, deverá ser executada em agosto.

Na avaliação do secretário, pelo fato de a FHAJ já ser credenciada para realizar transplante de fígado, não haverá dificuldade por parte do governo federal para habilitar o novo serviço.

Os transplantes de rim, no Amazonas, são realizados, hoje, pelo Hospital Santa Júlia, da rede privada, unidade credenciada pelo SUS. No ano passado, o hospital realizou 13 cirurgias do tipo.

Desde o início deste ano, a Susam vem preparando o Hospital Adriano Jorge para ser referência no atendimento aos pacientes renais crônicos, com a oferta de hemodiálise e realização de transplantes. Com as adequações feitas na estrutura do hospital, o Adriano Jorge já tem capacidade para receber 97 pacientes para realização de hemodiálise. A expectativa é que até o final do ano tenha condições de atender 300 pacientes, tornando-se o maior centro de diálise do estado. Além da FHAJ e do Hospital Santa Júlia, a Susam mantém convênio, para o serviço de hemodiálise, com o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) e mais 03 clínicas privadas.

Agenda em Brasília
Em Brasília, o secretário Pedro Elias também participa, nesta terça-feira, às 11h, no Palácio do Planalto, do lançamento da segunda fase da pesquisa clínica da vacina brasileira contra equistossomose. Em âmbito mundial, é a primeira vez que uma vacina parasitária, patenteada e desenvolvida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), produzida com tecnologia brasileira, chega à fase II de estudos clínicos. Ainda na terça-feira (26), às 14h15, Pedro Elias apresentará palestra no “3º Workshop do Projeto Amazônia Conectada”, evento promovido pelo Exército Brasileiro. O secretário fala sobre os benefícios que o projeto trará para a área da saúde, dentre eles, a expansão do Programa de Telessaúde, do Governo do Estado.

Na quarta-feira (27), de 9h às 18h, Pedro Elias participa da “7ª Assembleia do Conass – Conselho Nacional de Secretários de Saúde”. Os principais assuntos em pauta são: Revisão da Portaria que regulamenta o financiamento e a transferência dos recursos federais para as ações e os serviços de saúde, na forma de blocos de financiamento; Revisão da Política Nacional de Atenção Básica (PNAB); e Debate sobre Judicialização da Saúde, com representantes do Conselho Nacional de Justiça.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505