01/07/2016 21h39 - Atualizado em 1/07/2016 21h39

Marcos Rotta evita falar de Parisotto, membro do seu partido que agrediu Luiza Brunet

Parisotto é um dos políticos mais ricos do Brasil.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Na tarde desta sexta-feira (1), ao ser questionado sobre o episódio de agressão a mulher que envolve o bilionário Lírio Parisotto, um dos membros mais ricos do seu partido, e também suplente do senador Eduardo Braga (PMDB), o deputado federal e pré-candidato à Prefeitura de Manaus, Marcos Rotta disse que não tinha informações sobre o assunto. Mas defendeu o cumprimento das punições previstas na Lei Maria da Penha para todos que a transgridem.

“Não tenho informações a respeito. Mas onde há agressão, a lei, que é um instrumento e uma conquista das mulheres, precisa ser aplicada. Lei é para todos” afirmou.

Parisotto foi denunciado pela ex-modelo Luiza Brunet ao Ministério Público de São Paulo. Brunet informou que durante uma briga no último dia 21 de maio, levou um soco no olho, e vários chutes, e causou fraturas em cinco costelas.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505