15/07/2016 16h30 - Atualizado em 16/07/2016 12h07

Melo reforça importância da ZFM junto ao Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços

O governador enfatizou a importância dos investimentos em setores primordiais da nova Matriz Econômica Sustentável para o desenvolvimento da economia do Amazonas.
Foto: Divulgação/ Secom
Foto: Divulgação/ Secom

Durante a 274a Reunião Ordinária do Conselho de Administração da Suframa (CAS), nesta sexta-feira, 15 de julho, o governador José Melo enfatizou junto ao Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Pereira, a importância dos investimentos em setores primordiais da nova Matriz Econômica Sustentável para o desenvolvimento da economia do Amazonas. A reunião aconteceu no auditório da autarquia, no Distrito Industrial, e consolidou o compromisso do ministro com os projetos de desenvolvimento socioeconômico da Zona Franca de Manaus (ZFM).

Em seu discurso, o Governador José Melo enfatizou que setores como fármacos, cosméticos e minerais precisam ser impulsionados para trazer alternativas de crescimento socioeconômico. Ele ainda ressaltou que atualmente vem trabalhando para que os Processos Produtivos Básicos (PPBs) de importantes segmentos sejam tratados com mais atenção em benefício da ZFM.

“Estamos dando passos progressivos atualmente, pois em curto espaço de tempo conseguimos destravar os PPBs de motocicletas, que há anos ancorava em nosso Polo Industrial, de lentes oftálmicas e cafeteira elétrica. O próximo que estamos tratando será o de tablets que, assim quando o ministro voltar a Brasília, vai assinar. Vamos trabalhar também o PPB da lâmpada Led, em que a maior produtora desse material é a indústria chinesa que esteve reunida conosco e possuem interesse de vir pra cá. Temos ainda a questão dos óculos de sol, pois o Brasil importa 4 milhões desse material e queremos produzir apenas 10%. Portanto, temos agora interlocutores comprometidos com o crescimento da Zona Franca de Manaus”, afirmou.

Investimento
Nessa fase de construção da nova Matriz Econômica, o Governador José Melo dá outro passo importante em busca de investimentos no exterior. Nessa próxima semana, o governador vai a Washington, nos Estados Unidos, tentar a captação de recursos na ordem de US$ 350 milhões junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD).

“Como o Governo Federal abriu novas oportunidades para que os Estados possam aportar novos recursos, estamos indo ao Banco Mundial tratar da questão de um empréstimo para fazermos investimentos junto ao novo modelo da Nova Matriz Econômica Sustentável. O Estado precisa aportar esses investimentos para fomentar essa estrutura que vai proporcionar um digno crescimento em nossa economia com a matéria-prima da nossa floresta”, comentou.

Compromisso – Essa foi a primeira visita do Ministro Marcos Pereira ao Estado e, diante da imprensa, dos servidores da Suframa e de representantes dos três poderes, afirmou que vai conceder uma atenção prioritária para o Amazonas.

“Quando assumi o ministério determinei que os trabalhos sejam conduzidos com celeridade, pragmatismo e proatividade. Eu não vi ao Amazonas sob pressão, mas vim com muito prazer e, na medida do possível, me comprometo a participar de todas as reuniões do Conselho de Administração da Suframa. Vamos dar um olhar especial para a Amazônia porque o Brasil passa por aqui e essa atenção será dada como o Amazonas merece”.

O Ministro anunciou ainda o lançamento do Edital de Chamamento Público para direcionar novas instituições coordenadoras dos Programas Prioritários da ZFM, no âmbito do Comitê das Atividades de Pesquisa e Desenvolvimento da Amazônia (CAPDA). “O objetivo desse chamamento público é concentrar recursos em dois programas, o Economia Digital, Biotecnologia e formação de capital intelectual. Os programas estavam atrasados há mais de 10 anos e sem interesse real das empresas, e esse novo edital vai modernizar os processos, porque vamos criar um novo ecossistema de pesquisa e desenvolvimento”.

Emprego e renda
Nesta 274a reunião do CAS foram aprovados 44 projetos industriais e de serviços, sendo nove de implantação e 36 de diversificação, ampliação e atualização. Os projetos estimam investimentos totais de US$ 252.473 milhões e fixos de US$ 83.844 milhões, bem como a geração de 820 postos de trabalho no Polo Industrial de Manaus, em até três anos. O projeto com maior investimento da pauta é o da empresa Positivo Informática S.A, para a fabricação de terminal de captura de dados (transações comerciais), com investimento total de US$ 61,9 milhões.

Programas
Além da deliberação dos projetos na pauta da reunião, o ministro Marcos Pereira lançou dois programas federais desenvolvidos pelo MDIC: O Brasil Mais Produtivo e Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE). O programa Brasil Mais Produtivo é uma ação focada na melhoria do processo produtivo e tem como objetivo aumentar em pelo menos 20% a produtividade de três mil empresas industriais que serão atendidas no país.

O PNCE vai oferecer ao setor produtivo ferramentas de capacitação, consultoria e inteligência comercial, com o intuito de impulsionar a economia brasileira por meio das exportações. No Amazonas, as ações do PNCE vêm sendo desenvolvidas há pelo menos, seis meses. O marco inaugural foi a constituição, em janeiro deste ano, do Comitê Gestor do PNCE no Amazonas, com a Suframa à frente da coordenação. Cerca de 72 empresas já estão sendo acompanhadas pelo programa no Estado, com ênfase para micro e pequenas empresas que comercializam produtos com matérias primas regionais.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505