12/07/2016 06h43 - Atualizado em 12/07/2016 06h43

Operação Maíra 4, do Ipaam e Batalhão Ambiental, constata crimes ambientais e multa propriedades rurais na RDS Rio Negro

A operação foi realizada entre os dias 4 e 9 de julho.
Foto: Divulgação/Ipaam
Foto: Divulgação/Ipaam

Fiscais do Instituto de Proteção Ambienta (Ipaam) e policiais do Batalhão Ambiental da Polícia Militar constataram diversos crimes ambientais, apreensões e efetivaram multas que totalizaram R$ 143.539 mil, na área da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Rio Negro, durante a “Operação Maíra 4”, realizada entre os dias 4 e 9 de julho.

Na fiscalização que ocorreu em várias propriedades rurais dentro dos municípios de Iranduba, Manacapuru e Novo Airão foram flagradas situações de transporte ilegal de madeira e lenha, fabricação ilegal de carvão vegetal, instalação de piscicultura sem licença e ampliação de atividade agropecuária com supressão vegetal sem licença do Ipaam.

A equipe composta por oito integrantes apurou denúncias, fiscalizou e realizou monitoramento noturno, resultando na apreensão de toras de 1,54 m³ de madeira, 77,33 estéreos de lenha, 3,89 m³ de carvão vegetal, destruição de um forno de carvão, destruição de uma gaiola, soltura de um curió, resgate de um macaco prego, além da apreensão de dois caminhões, de dois tratores de esteira, de uma retroescavadeira, de três motosserras. Também foram embargadas quatro áreas.

Na ocasião, ainda, foram lacrados 11 autos de infração, cinco notificações, 16 termos de apreensão, quatro termos de embargo/interdição e dois termos de soltura/destruição.

A solicitação de fiscalização dentro da RDS Rio Negro foi feita pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505