08/07/2016 15h29 - Atualizado em 8/07/2016 16h19

Projeto ajuda na ressocialização de detentos através do esporte em Manaus

A ideia de organizar um campeonato de jiu-jitsu dentro de uma unidade prisional partiu dos acadêmicos de Direito da Fametro.
Foto: Divulgação/ SEAP
Foto: Divulgação/ SEAP

O Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), recebeu na manhã desta sexta-feira, dia 8, a 1ª Copa de Jiu-Jitsu da unidade. O campeonato foi organizado por acadêmicos do 9º período do curso de Direito da Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro), com o apoio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). O coordenador do sistema penitenciário, major da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) Lima Júnior acompanhou a ação que contou com a participação de 26 internos do pavilhão B da unidade.

A ideia de organizar um campeonato de jiu-jitsu dentro de uma unidade prisional partiu dos acadêmicos, ao verem a carência de atividades esportivas, como uma ferramenta de ressocialização para pessoas privadas de liberdade. A professora Tatiana Meirelles França, que ministra a disciplina de Lei de Execuções Penais para os alunos do curso de Direito, destacou a importância da atividade como uma forma de resgate a cidadania e dignidade. “Quando optamos por desenvolver a atividade dentro de uma unidade prisional, pensamos que através dessa ação estaríamos contribuindo para estreitar os laços de amizades entre os internos, oferecendo condições físicas melhores, além de mudar a rotina do dia a dia dentro do cárcere. O esporte tem esse poder”, afirmou Tatiana.

Para o major Lima Júnior, o evento contribuiu como um trabalho de inclusão social que Seap vem realizando. “O esporte sempre será uma ferramenta aliada no processo de reintegração à sociedade, por resgatar valores que antes eram esquecidos e possibilitar mostrar outros caminhos na conquista de uma vida melhor”, disse o coordenador do sistema penitenciário.

O Ipat, que atualmente possui 948 internos, foi à primeira unidade a receber o campeonato. O projeto dos acadêmicos é estender a atividade para outras unidades prisionais da capital nos próximos meses.

O secretário de Estado de Administração Penitenciária, Pedro Florencio, ressalta a parceria com instituições acadêmicas para a prática de atividades de cunho esportivo, cultural e social. “A Seap tem apostado em parcerias com a Fametro, Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e outras instituições de ensino superior. O apoio e espaço que estamos concedendo a turmas de diversos cursos têm superado expectativas, pois estamos introduzindo novas atividades que desenvolvem o espírito de equipe e o intelecto dos apenados”, afirmou o secretário.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505