27/07/2016 10h25 - Atualizado em 27/07/2016 10h25

Unidades de saúde oferecem testagem rápida, na última semana da Campanha de Combate às Hepatites Virais

A expectativa é realizar em torno de 4 mil testes, somente em Manaus.
Foto: Nathalie Brasil/Secom
Foto: Nathalie Brasil/Secom

Na reta final da campanha pelo Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais (28 de Julho), a Secretaria Estadual de Saúde (Susam) oferecerá testagem rápida para os tipos B e C da doença e promoverá ações educativas nas unidades e no centro da cidade. De acordo com o secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, a expectativa é realizar em torno de 4 mil testes, somente em Manaus.

O serviço de testagem será oferecido nesta quarta-feira, dia 27, de 8h às 12h, na Fundação Alfredo da Matta, unidade da Susam, localizada na avenida Codajás, bairro Cachoeirinha, zona Sul de Manaus. Na quinta-feira (28), de 8h às 17h, será na Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), do estado, que fica localizada na avenida Carvalho Leal, Cachoeirinha, zona Sul, ao lado do Alfredo da Matta; e no Hospital Universitário Getúlio Vargas, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), que fica na rua Apurinã, bairro Praça 14, zona Sul, próximo ao Boulevard Álvaro Maia, onde também acontecerão palestras sobre a doença. Na FHAJ, o trabalho contará com a parceria da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), por meio da Liga Acadêmica de Hepatologia. Os testes serão realizados no ambulatório da unidade.

Na sexta-feira, dia 29, encerramento da campanha, o serviço de testagem rápida será oferecido na Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste, de 8h às 15h. Nesses três dias, cada unidade disponibilizará mil testes.

A campanha também contará, nesta semana, com ações educativas e distribuição de material informativo e camisinhas no centro da cidade, mais especificamente na Manaus Moderna, na quinta-feira, dia28; e na Galeria Espírito Santo, na sexta-feira, dia 29, de 9h30 às 11h. A ação no centro da cidade será coordenada pelo Fórum Organização da Sociedade Civil (OSC) AIDS.

A campanha pelo Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais começou no dia 8 deste mês e encerra na sexta-feira, dia 29. A programação acontece na capital e no interior e ao todo serão ofertados 41.800 testes rápidos para Hepatite B e 41.800 para o tipo C da doença. Serão distribuídos 600 mil preservativos masculinos e mais de 200 mil folders informativos.

Tema – O tema da campanha, este ano, é “Liberdade é se cuidar. Que tal testar?”. A programação tem à frente a Coordenação Estadual de DST/Aids e Hepatites Virais, vinculada à FMT-HVD e é realizada em parceria com as secretarias municipais de saúde e entidades que atuam no setor. Em Manaus, além das instituições já citadas, estão também engajados na campanha o Núcleo de DST/Aids e Hepatites Virais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), o Fórum LGBT e a Rede de Amizade & Solidariedade às Pessoas Vivendo com HIV/Aids.

A diretora-presidente da FMT-HVD, Graça Alecrim, destaca que o objetivo da campanha é reforçar os alertas para a prevenção e diagnóstico precoce das Hepatites Virais. Ela ressalta que o Amazonas possui uma rede de diagnóstico, com oferta de testes rápidos para detecção das Hepatites B e C, em todos os municípios, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Grande parte de infectados não sabem que tem o vírus
Preceptora da Residência Médica da FHAJ, especialista em Gastroenterologia e doutora em Hepatologia pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Cristina Melo Rocha destaca que 95% das pessoas que vivem com hepatite viral não sabem que são portadoras do vírus. “A hepatite decorre da inflamação do fígado. É uma doença silenciosa”, ressalta. “O tratamento adequado e a tempo hábil é importantíssimo para evitar a transmissão e a progressão da doença e suas graves consequências”, alertou.

Segundo Cristina Rocha, que também é professora da UEA, o objetivo do projeto “Dia Internacional das Hepatites UEA/FHAJ”, além de realizar testagem para hepatites virais, é conscientizar o público participante sobre a importância dessa triagem. “Também estaremos trabalhando para identificar os casos positivos para hepatites e encaminhar para o serviço ambulatorial de Hepatologia da Fundação”, informa a médica.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505