01/07/2016 07h38 - Atualizado em 1/07/2016 07h38

Vereadores de Manaus: o vereador de hoje é Mário Frota

Mário é autor de projetos de lei que tornam restaurantes, bares e outros estabelecimentos como patrimônio imaterial da cidade.
Foto: Tiago Correa/CMM
Foto: Tiago Correa/CMM

O vereador Mário Frota (PHS), está em seu terceiro mandato como vereador, em 2004 foi eleito vice-prefeito de Manaus, foi deputado estadual por dois mandatos seguidos entre 1999 a 2004 e entre os anos de 1974 e 1982 foi deputado federal pelo Amazonas.

Mário Frota é conhecido na Câmara Municipal de Manaus (CMM) como o vereador que mais fala e sempre passa do tempo quando discursa na tribuna. Ele começa por um assunto, entra em outro, fala da família dele, esposa, filhos, escolas dos filhos e sempre quando há algum assunto em questão, quer comparar o estilo de vida dele com o estilo de vida de cidadãos comuns, que passam por diversas dificuldades no dia a dia.

O parlamentar tem ficado conhecido desde o ano de 2015, pela autoria de projetos de lei com a finalidade de tombar restaurantes, bares e outros estabelecimentos comerciais da cidade. Em maio, deste ano foram aprovados dois projetos do vereador apresentados no ano passado. O ‘Restaurante Canto da Peixada’ foi reconhecido como Bem Imaterial do patrimônio histórico e cultural de Manaus e o ‘Café do Pina’ também agora é Patrimônio Imaterial da Cidade de Manaus.

Ainda estão em tramitação na CMM, os projetos que propõem o tombamento do ‘Pagode da Resistência do Samba’, da ‘Sede do Restaurante e Bar Chão de Estrelas’ e do ‘Restaurante Calçada Alta’.

Tombamento é o instrumento de reconhecimento e proteção do patrimônio cultural, ele é como um conjunto de bens móveis e imóveis existentes, cuja conservação é de interesse público, quer por sua vinculação a fatos memoráveis da história, quer por seu excepcional valor arqueológico ou etnográfico, bibliográfico ou artístico.

Irregularidades prestação de contas

Em setembro do ano passado, o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), julgou as contas de campanha de Mário para deputado estadual, em 2014, como não prestadas. O órgão publicou em Diário Oficial a decisão e deu prazo para que ele recorresse da decisão.

O parlamentar, de acordo com o entendimento do TRE-AM, deixou de apresentar extrato bancário abrangendo todo o período de campanha e por esse motivo, as contas dele não puderam ser analisadas no parâmetros exigidos pela legislação eleitoral. De acordo com parecer do órgão, duas movimentações financeiras entregues pelo vereador continham a expressão “sem valor legal”.

Aposentadoria Parlamentar

No mês de maio do ano passado, a Revista Congresso Em Foco, publicou uma matéria em que Mário Frota aparece na lista dos políticos que conseguiram a aposentadoria a partir de apenas oito anos de contribuição. Somente a aposentadoria parlamentar rende hoje aproximadamente, segundo a revista o total de R$ 13.167,60 ao vereador, que já foi deputado federal e estadual.

Mário Frota que durante muitos anos foi do PSDB, conhecido como ‘tucano’ ferrenho na defesa da Prefeitura de Manaus, recentemente trocou de partido para garantir mais facilidade em sua reeleição em outubro deste ano. Agora, o vereador é do PHS, partido do presidente da Câmara Municipal, vereador Wilker Barreto.

O que o leitor acha de Mário Frota. Ele merece ser reeleito?

Fonte: Redação AM POST

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505