06/07/2016 07h53 - Atualizado em 6/07/2016 07h53

Vereadores de Manaus: o vereador de hoje é Rosivaldo Cordovil

Há poucos meses das eleições, Rosivaldo estreiou programa em ‘rádio pirata’.
Foto: Tiago Correa/CMM
Foto: Tiago Correa/CMM

Rosivaldo Cordovil (PTN) está em seu primeiro mandato como vereador e é atualmente presidente da Comissão de Transporte, Viação e Obras Públicas da Câmara Municipal de Manaus (CMM). À frente da Comissão, que tem grande importância para a cidade de Manaus, tem demonstrado uma atuação pífia, quando o assunto é realmente defender, e lutar por benefícios para a população em relação ao transporte público da capital.

No discurso as ações são fáceis, mas na prática difíceis, já que o parlamentar pertence à base do Governo Municipal e tem que seguir as regras do bom aliado. Cordovil é inexpressivo e apagado como um presidente de uma Comissão de Transportes. Discursos vazios e recheados de promessas (como se estivesse em período de campanha) é o que se vê pela Câmara Municipal. Reafirmar compromisso com uma causa, mas não agir, é o mesmo que nada.

Rádio Pirata X Proximidade eleições

No início do mês de maio deste ano, o vereador estreiou um programa de rádio, que no bairro Compensa, zona Oeste de Manaus. A frequência é considerada ‘pirata’, já que não está regularizada pelo Ministério das Comunicações para operar em Manaus.

Cotão

Rosivaldo figura entre os vereadores que mais gastaram a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), o ‘Cotão’, no período de fevereiro a maio de 2016. O parlamentar nos meses de fevereiro, março e abril aparece no ranking dos que mais utilizaram o benefício para pagamento de despesas com aquisição de combustível, aluguel de automóveis, gráfica e divulgação da atividade parlamentar, dentre outras despesas. Em cada mês, a estimativa de gasto do vereador foi de R$ 14 mil.

Em dezembro do ano passado, Cordovil aparece como o quarto vereador que mais gastou a Cota com a aquisição de combustível, um total d e R$ 6.854,39.

No ano de 2014, o vereador se candidatou à deputado estadual, mas não foi eleito. O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), em acórdão publicado em setembro de 2015, detectou algumas irregularidades na prestação de contas de Rosivaldo como a omissão de despesas, especificamente as contas apresentaram ‘valor ínfimo’ (baixo, pouco valor), o que para o TRE-AM era uma irregularidade, a data da apresentação da documentação da prestação de contas também foi contestada. No entanto, as contas foram aprovadas com ressalvas (aprovada com observações de irregularidades).

Patrimônio

Em julho de 2014, quando candidato ao cargo de deputado estadual, o parlamentar aparece em segundo lugar em ranking que mostrou o crescimento do patrimônio dos vereadores candidatos. De acordo com informações da declaração de bens à Justiça Eleitoral, em um ano e sete meses o patrimônio do vereador passou de R$ 24 mil a R$ 160 mil, um aumento de 566,66%.

Caro leitor do AM POST, esse vereador merece ser reeleito?

Fonte: Redação AM POST

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505