16/07/2016 12h06 - Atualizado em 16/07/2016 15h25

Viagens de Dilma serão bancadas por ‘vaquinha virtual’ de R$ 700 mil

Com dinheiro de petistas, simpatizantes e admiradores, Dilma Rousseff realizará viagens pelo país.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Dilma Rousseff não perdeu as esperanças de voltar ao poder para continuar o governo na presidência da república do Brasil. A presidente afastada do cargo, com um possível processo de impeachment se aproximando, decidiu fazer viagens por todo o país para conseguir apoio de parte da sociedade que gosta do PT e das medidas adotadas durante o seu governo.

Para arrecadar fundos para a maratona de viagens que deseja fazer, as pessoas que apoiam o PT, os simpatizantes e admiradores da atual presidente aderiram à campanha de arrecadação de dinheiro por meio virtual; ou seja, criaram uma espécie de “vaquinha online”.

De acordo com informações do site UOL, no exato momento da meia-noite do dia 15 de julho para o dia 16 de julho, a arrecadação de dinheiro para as viagens de Dilma Rousseff alcançou o valor de R$ 700 mil. Este valor é 54% maior que a meta estabelecida que era de R$ 500 mil.

A campanha para conseguir o dinheiro foi criada no dia 29 de junho. Dessa forma, em aproximadamente duas semanas, o valor final foi arrecadado. Para alcançar este resultado, foram necessárias doações de aproximadamente 11 mil pessoas.

É importante deixar claro que do total do valor arrecadado, cerca de 13% serão retirados para pagar a dona da plataforma digital, além dos 4% de impostos.

Com todo o dinheiro arrecadado, valor que deve aumentar até o final “vaquinha virtual”. Dilma Rousseff poderá fazer seu trabalho. Será que a presidente afastada vai conseguir todo o apoio que precisa para reverter o atual cenário político? Caso ela não tenha sucesso, Dilma poderá sofrer o segundo impeachement do Brasil democrático pós-ditadura militar.

Com o sucesso da “vaquinha virtual” de Dilma Rousseff, será que outros políticos que apoiam o PT também vão fazer o mesmo? Os partidos opositores e seus representantes, assim como os prováveis candidatos a presidência em 2018 podem tomar este exemplo como mais um meio de arrecadação de verbas para campanha eleitoral.

Fonte: Blasting News

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505