18/08/2016 11h22 - Atualizado em 18/08/2016 16h05

ALE-AM não atrasou salário dos servidores, diz presidente Josué Neto

A queda de R$ 4 milhões no repasse mensal tem afetado apenas o pagamento de fornecedores.
Foto: Divulgação/ ALE-AM
Foto: Divulgação/ ALE-AM

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), deputado Josué Neto (PSD) disse nesta quinta-feira (18), da tribuna do Parlamento, que não houve atraso no pagamento dos salários do servidores. Segundo ele, honrar a folha de pagamento tem sido uma das prioridades da Casa, e por isso os recursos no montante de R$ 7,5 milhões que a ALE receberá nos próximos dias serão usados para começar a pagar o 13º salário dos servidores.

A declaração, foi uma resposta a críticas da deputada Alessandra Campelo (PMDB), que afirmou dias antes de que salários de parte dos servidores estavam atrasados.

Segundo o presidente, a ALE tem enfrentado dificuldades no seu orçamento, com a queda no repasse que antes, em 2014, era de cerca de R$ 21 milhões ao mês, e este ano passou para R$ 16 milhões. Uma baixa de R$ 4 milhões, a R$ 5 milhões ao mês. Mas explicou que as medidas administrativas adotadas para reduzir custos tem permitido o pagamento fiel “do salário de cidadãos e pais de famílias que dependem desses recursos”.

“Honrar o pagamento dos nossos servidores tem sido nossa prioridade máxima. Temos recebido uma média de 16,5 milhões todos os meses. E pagamos prioritariamente o salário dos servidores desta casa. Não atrasamos nem um dia o pagamento dos servidores esse ano”, disse.

Segundo Josué, existe atraso no pagamento de prestadores de produtos e serviços, em pelo menos um mês. “Isso não é um problema de gestão, de administração, é um problema que estados, prefeituras, e órgãos públicos de todo o país estão passando”, completou.

O presidente adiantou que dois repasses de recursos que serão feitos a ALE nos próximos dias ajudarão a equilibrar as contas. Um deles é parte dos recursos de royalties que o Estado receberá por conta da exploração de petróleo e gás na Bacia de Urucu, em Coari (a 362 KM de Manaus), no total de R$ 7,5 milhões. Segundo ele, 100% desse valor será usado para pagar o 13º salários dos servidores da ALE. Um segundo repasse, no valor de R$ 5 milhões, virá do Tribunal de Contas do Estado (TCE). De acordo com o presidente os recursos serão usados para pagar os prestadores de produtos e serviços, sanar dívidas, e fechar o ano com as contas do Parlamento equilibradas.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505