20/08/2016 11h37 - Atualizado em 22/08/2016 09h44

Aplicativo Pardal do TSE ainda não aceita denúncias eleitorais do Amazonas

Aplicativo foi criado pelo TSE para receber denúncias de irregularidades cometidas pelos candidatos.
Foto: AM POST/ TSE
Foto: AM POST/ TSE

O Pardal, aplicativo para celular, lançado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na última quinta-feira (18) para receber denúncias dos cidadãos sobre irregularidades cometidas por candidatos durante o período de campanha eleitoral ainda não está recebendo denúncias do Amazonas.

Ao baixar o aplicativo, o sistema pede para o usuário selecionar o Estado que pretende fazer a denúncia. Até a manhá deste sábado, apenas do Estado do Espírito Santo aparecia na lista. Segundo informações do TSE, a disponibilização do serviço ocorrerá de forma gradativa nos próximos dias, e cada Estado e município.

O aplicativo foi criado com a ideia de ser uma nova ferramenta institucional de combate à corrupção eleitoral. onde o eleitor poderá protocolar denúncias com àudios e fotos. As denúncias recebidas serão apuradas pelo Ministério Público Eleitoral (MPE). Caberá ao MPE avaliar a consistência das informações recebidas e formalizar eventuais denúncias aos juízes eleitorais de cada localidade.

A campanha eleitoral nas ruas com caminhadas, bandeiraços, auto-falantes, redes sociais, e material gráfico, foi liberada a partir do dia 16 de agosto e segue até às 22h do dia 1º de outubro. No entanto, oferecer brindes e outros benefícios como cesta básica, dentaduras, consultas médicas, configura crime eleitoral e pode ser denunciado pelo aplicativo Pardal.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505