13/08/2016 14h44 - Atualizado em 13/08/2016 14h44

Apresentação de Marcelo Mourão lota o Teatro Amazonas

O manauara é o primeiro bailarino do American Ballet Theatre (ABT), uma das companhias de dança mais importantes do mundo.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Com um espetáculo digno dos maiores palcos do mundo, o bailarino amazonense Marcelo Mourão Gomes conquistou o público, que lotou o Teatro Amazonas, na noite desta sexta-feira, 12 de agosto. A apresentação foi apenas a primeira de três, que seguem ainda neste sábado e domingo.

O manauara é o primeiro bailarino do American Ballet Theatre (ABT), uma das companhias de dança mais importantes do mundo, com base em Nova Iorque e, ao lado de Sterling Baca, Joo Yon Ahn, Alexandre Hammoudi, Stella Abrera, Arron Scott, Gillian Murphy, Hee Seo e Devon Teusche, todos colegas de palco, ele apresentou coreografias como “Apollo”, “Tristesse”, “Toccare”, “Lago dos Cisnes” e “Romeu & Julieta, todas escolhidas a dedo.

As apresentações fazem parte da extensa programação cultural preparada pelo governo do Estado, para celebrar os 120 anos do Teatro Amazonas. “Preparamos para esse aniversário especial, tudo aquilo que houvesse de mais representativo nas manifestações culturais e com certeza o Marcelo é um nome incrivelmente significativo no cenário da dança internacional e nos proporciona um show à altura dessa programação”, disse o secretário de Estado da Cultura, Robério Braga.

Além das belas coreografias, um dos pontos altos das apresentações certamente foi a interação dos bailarinos com a orquestra Amazonas Filarmônica, que se preparou especialmente para a ocasião. “Este foi um trabalho diferenciado realizado pelos nossos músicos, já que essencialmente trabalhamos com ópera e acompanhar o ritmo dos bailarinos exige uma preparação diferenciada, mas tudo ficou belíssimo graças ao Marcelo, que é uma pessoa incrível de se trabalhar”, disse o maestro da orquestra, Marcelo de Jesus.

Produção
Foram mais de nove meses de preparação para pouco mais de 2h30 de movimentação dos artistas pelo palco. Trabalho que para a diretora geral do evento e também mãe do bailarino Mazé Mourão, foi reconhecido pelo público de Manaus. “Meu coração está do tamanho do Rio Negro. Participar dos 12º do Teatro Amazonas foi um presente para o Marcelo que retribui com essa belíssima performance”.

Público
Faltando cerca de uma hora para o início das apresentações, a fila já era visível do lado de fora do maior símbolo cultural do Amazonas. Encantado, o público foi só elogios. “Poder acompanhar em Manaus um trabalho tão belo e saber que ele é feito e protagonizado por alguém daqui é mesmo muito prazeroso. O espetáculo é belíssimo e deve ser visto por todos”, disse o jornalista Cristóvão Nonato.

A ansiedade era tanta que a plateia nem mesmo queria aproveitar os intervalos, como foi o caso de Fernanda Bergamati, que já foi bailarina. “Eu estou muito emocionada com a beleza e a magia desse maravilhoso espetáculo produzido e apresentado aqui, na nossa cidade”.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505