19/08/2016 11h20 - Atualizado em 20/08/2016 12h46

Dilma pretende constranger Eduardo Braga e mais cinco em sua defesa no senado

Ao fazer pessoalmente sua defesa no processo de impeachment Dilma citará ex-ministros que hoje são seus julgadores.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A presidente afastada Dilma Rousseff ao fazer pessoalmente sua defesa no processo de impeachment, pretende citar ex-ministros que hoje são seus julgadores para mostrar que todos eles acompanharam sua gestão no governo, segundo matéria publicada no Estadão.

A intenção da petista, segundo o jornal, é constranger ao menos seis senadores, que integravam o primeiro escalão e, na madrugada do dia 10, viraram seus algozes.

Entre os ex-ministros de Dilma que votaram para transformá-la em ré no processo e que serão citados em seu discurso estão: Eduardo Braga (PMDB-AM) – que também ocupou o cargo de líder do governo no Senado –, Edison Lobão (PMDB-MA), Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), Marta Suplicy (PMDB-SP) e Marcelo Crivella (PRB-RJ).

Fonte: Redação AM POST

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505