12/08/2016 09h29 - Atualizado em 12/08/2016 09h32

Juízes do TSE querem delações da Lava-Jato em ação contra Dilma e Temer

As delações recentes da Operação Lava-Jato podem comprometer o presidente interino.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Delações recentes da Operação Lava-Jato comprometedoras para o presidente interino Michel Temer podem ser incluídas nos processos de cassação da chapa de Dilma Rousseff e Temer, segundo pedido dos Ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Nos bastidores, integrantes da Corte já cogitam a possibilidade de pedir os documentos para o juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos do esquema de desvios da Petrobras na Justiça Federal em Curitiba. Moro já encaminhou para o tribunal vários documentos para subsidiar o processo contra a chapa vitoriosa nas eleições de 2014, mas as delações mais recentes ainda não foram formalmente pedidas.

Por enquanto, as delações que mencionam supostas irregularidades cometidas por Temer não foram homologadas pela Justiça. Por isso, devem ser mantidas em sigilo. Depois de homologadas, essas delações poderão ser compartilhadas. A relatora dos processos no TSE, ministra Maria Thereza de Assis Moura, fica no cargo até o fim do mês. Como a homologação deve levar mais tempo para ocorrer, a decisão de pedir o compartilhamento da prova caberá ao próximo corregedor do tribunal, ministro Herman Benjamin.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505