20/08/2016 13h15 - Atualizado em 22/08/2016 09h43

Mulher que acusa Feliciano de estupro é diagnosticada como mentirosa compulsiva

O delegado responsável pela investigação afirmou categoricamente que a jovem mentiu em depoimento.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A jornalista, Patrícia Lélis, que acusou o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) de tentativa de estupro tem problemas psiquiátricos graves e já havia sido diagnosticada no ano passado, quando denunciou um suposto estupro ocorrido quando ela tinha 15 anos de idade que não foi comprovado, com mitomania, segundo informações do delegado responsável pela investigação, Luiz Roberto Hellmeister.

O delegado afirmou categoricamente que a jovem mentiu em depoimento ao dizer que foi ameaçada e mantida em cárcere privado pelo ex-chefe de gabinete do parlamentar, Talma Bauer, e que será pedida a prisão preventiva dela ao final do inquérito.

“Em decorrência do perigo que ela coloca à sociedade e às pessoas que a cercam, com falsas verdades, com mentiras, não medindo as consequências, dos seus atos”, disse Hellmeister, explicando os motivos do futuro pedido de prisão.

A decisão final sobre o indiciamento de Patrícia Lélis foi tomada após o delegado ouvir o depoimento de outras pessoas, incluindo o ex-namorado da estudante, Rodrigo Simonsen. As revelações feitas por ele foram consideradas cruciais para derrubar a versão de cárcere privado e coação atribuídas falsamente ao ex-assessor parlamentar.

O pastor publicou uma nota em seu site oficial e afirmou que confia na Justiça para que as acusações de estupro contra ele sejam derrubadas. Confira:

O indiciamento da estudante PATRÍCIA LÉLIS pela prática dos crimes de extorsão e denunciação caluniosa pela polícia do estado de São Paulo, reafirma a nossa plena confiança na lisura das instituições públicas e da Justiça de nosso país.

Já dizia o apóstolo Paulo no livro de Efésio onde disciplinou o necessário para realmente sermos filhos de Deus: ‘Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça’ (Efésios – 6:14). Boatos são boatos e nunca serão verdades! É o que temos para o momento, e seguimos confiantes até o término das investigações.

Veja o vídeo:

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505