04/08/2016 12h46 - Atualizado em 4/08/2016 18h07

Servidor da UFAM é indiciado pela PF por vazar questões do PSC 2016

A pena para os criminosos pode ser de dois a seis anos de prisão, além de multa.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Após o vazamento das questões do Processo Seletivo Contínuo (PSC 2016) um servidor da Universidade Federal do Amazonas(Ufam) e mais uma pessoa, de nomes não identificados, foram indiciado pela Polícia Federal (PF). As duas pessoas foram indiciadas pela prática do crime de fraude em concurso público, previsto no Artigo 311-A do Código Penal.

Segundo o inquérito da PF, o funcionário da Ufam e a outra pessoa envolvida na ação criminosa tiveram acesso ao caderno de prova impresso, após editoração e impressão do exame que seria aplicado em novembro do ano passado.

O inquérito será enviado à Justiça Federal e ao Ministério Público Federal (MPF). A pena para os criminosos pode ser de dois a seis anos de prisão, além de multa. No caso do servidor, a pena pode ser aumentada por ser um funcionário público.

No total, 66.896 estudantes participariam das três etapas do processo, que foi remarcado para o dia 28 de fevereiro.

Fonte: Redação AM POST

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505