30/09/2016 09h37 - Atualizado em 30/09/2016 09h56

Arthur teve atuação desastrosa no debate da Tv Amazonas

O atual prefeito gaguejou, além de não ter respondido a praticamente nenhuma das perguntas.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O prefeito Arthur Neto decepcionou seus aliados e seus eleitores ontem no debate da TV Amazonas. Arthur gaguejou, não respondeu a praticamente nenhuma das perguntas, fugiu do embate com os principais adversários, pegou pito de Henrique Oliveira, atacou os oponentes e sequer se lembrou de pedir votos ao fazer as considerações finais.

Um dos piores momentos foi quando perguntado por Henrique Oliveira o porquê de ter abandonado os bairros da periferia, especialmente os das zonas Leste e Norte, e questionado quais as obras que eles poderia citar que realizou nos bairros, Arthur gaguejou e, visivelmente nervoso e irritado, disse que fez cinco parques da Juventude, quando na verdade não fez nenhum e apenas apresentou um projeto para a zona Note, mas que não saiu do papel. Em seguida, Serafim lembrou que Artur vai entrar para história por colocar 300 mil moradores no SPC por atraso no pagamento do IPTU.

Arthur tentou durante praticamente todo o debate criticar o Governo do Estado e de atacar Omar Aziz e José Melo, seus aliados até poucos dias. Mas teve que ouvir que assinou contrato com um dos empresários presos pela Polícia Federal na Operação Maus Caminhos. A prefeitura de Artur contratou a empresa de Davi de Azevedo Flores, que está encarcerado na Federal por participar da quadrilha que desviava recursos da Saúde no Amazonas, por R$ 2 milhões para combater o mosquito da Zica e fazer telemarketing do Samu.

Outro momento em que Artur ficou sem chão foi quando questionado se não se sentia dor no coração ao encontrar uma mãe na periferia que não tem creche para o filho, quando na campanha passada prometeu construir mais de 120. Artur não respondeu a pergunta, tentou desqualificar o adversário, culpou a presidente Dilma, mas não explicou porque não cumpriu a promessa. Ficou desnorteado.

Nas considerações finais, apresentando-se disléxico, além de se preocupar em estocar seu principal adversário, Artur tropeçou nas palavras, gaguejou, e se esqueceu de pedir votos. Foi uma atuação decepcionante. Longe de um grane tribuno, diplomata e que já fez debates históricos.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505