12/09/2016 15h03 - Atualizado em 12/09/2016 15h03

CMM analisa proposta que protege o patrimônio público

A indicação foi apresentada em maio e deve ser aprovada pela Mesa Diretora da Casa Legislativa para então ser encaminhada para a Prefeitura.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) deve analisar nos próximos dias a indicação à Prefeitura de Manaus que propõe a implementação de ações educativas no combate ao vandalismo com a finalidade de contribuir com a preservação do patrimônio público mais especificamente estátuas e bustos de personalidades.

O autor da proposta é o vereador Ednailson Rozenha (PSDB), que é titular da Comissão de Cultura e Patrimônio Histórico da Câmara Municipal de Manaus (CMM). A indicação foi apresentada em maio e deve ser aprovada pela Mesa Diretora da Casa Legislativa para então ser encaminhada para a Prefeitura.

A proposta define, que as ações deverão ser realizadas por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e contarão com palestras ministradas por professores, historiadores e até mesmo cientistas políticos. O objetivo é levar ao conhecimento de crianças e jovens a importância histórica dos monumentos para a cultura da capital.

Rozenha enfatiza que é lamentável andar pelas praças da cidade e ver a maioria das estátuas e bustos de personalidades do Amazonas abandonadas. “Atualmente, existe uma mudança de valores, a preservação da história não é valorizada porque a maioria das pessoas não se interessa em conhecer a história de onde vive. Por meio de ações educativas permanentes nas escolas é possível mudar a consciência da nova geração”, defendeu o vereador.

Conhecimento da história
Ainda de acordo com a proposta, as ações além de promover a conscientização para valorização e preservação proporcionarão aos estudantes o maior conhecimento da história e dos homenageados, que contribuíram com o desenvolvimento do estado e capital.

Na prática, a indicação sugere que, seja definido um cronograma semestral para a realização das ações, que envolverão palestras e atividades práticas de incentivo à preservação do patrimônio público.

“Infelizmente hoje existe um certo desinteresse dos próprios moradores da nossa cidade em conhecer a importância de cada monumento. Os turistas são os que mais se interessam. A conscientização gera mudanças de atitudes e a educação é o caminho para se alcançar melhorias em todas as áreas da nossa sociedade. Espero que nossa indicação seja analisada e aprovada o mais rápido possível para que essas ações se tornem realidade”, concluiu Rozenha.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505