12/09/2016 15h09 - Atualizado em 12/09/2016 15h09

Comunidades rurais terão atenção especial na prefeitura de Marcelo Ramos e Josué Neto

O candidato afirmou que em sua administração todas as comunidades terão poço artesiano e um sistema simples e eficiente de distribuição de água.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“O prefeito de Manaus não pode gastar com Rock in Rio enquanto temos comunidades fazendo cotinha para construir um posto de saúde. O prefeito de Manaus não pode gastar dinheiro trocando o asfalto da Eduardo Ribeiro por pedras enquanto as comunidades rurais não possuem poços artesianos. O dinheiro da prefeitura deve ser usado para o povo e não para a vaidade do prefeito”, disse o candidato a prefeito de Manaus pela coligação “Mudança para Transformar”, Marcelo Ramos, durante visita realizada à comunidades de São Sebastião, Zona Rural de Manaus, no último domingo (11).

Acompanhado de seu vice, Josué Neto e de Wilson Lima, Marcelo Ramos também visitou as comunidades: do Livramento, São Sebastião do Jaraqui, Santa Maria e Três Unidos, onde está o assentamento da tribo Kambeba.

No Livramento os moradores reclamaram que a prefeitura reduziu o horário de atendimento da Unidade Básica de Saúde (UBS) e tirou a unidade do Samu que funcionava como polo das comunidades próximas. A falta de infraestrutura foi reclamação em todas as comunidades visitadas.

Na comunidade de São Sebastião, os moradores denunciaram que o trabalho de manutenção da estrada – que liga a comunidade da Agrovila ao Ramal do Pau Rosa, em Manaus -, consta como finalizado e asfaltado pela prefeitura, no entanto, a via continua intransitável.

“Apesar de pequenas, não há razão para a prefeitura deixar essas pessoas pisando em ruas de terra batida. Nós iremos acabar com esse descaso. A Prefeitura de Manaus, vergonhosamente, esqueceu os moradores da Zona Rural. É impensável que Manaus compre banana de Roraima e tambaqui de Rondônia, enquanto poderíamos incentivar a produção rural de nossas comunidades e incrementar isso na merenda escolar do município”, disse Marcelo Ramos.

Marcelo afirmou que em sua administração todas as comunidades terão poço artesiano e um sistema simples e eficiente de distribuição de água além de energia elétrica por meio do programa Luz Para Todos.

“Dá para afirmar que todas as comunidades terão poço artesiano. Dá para garantir que as crianças estudem em escolas dignas e não em galpões improvisados. Vamos acabar com essa mentira da prefeitura atual de que existe saúde da família na Zona Rural. O prefeito está enganando o Ministério da Saúde porque as comunidades não têm médicos e nem medicamentos. Iremos ligar as comunidades à energia elétrica. Nós temos que cuidar das pessoas e não enganar. Nós voltaremos em 2017 nas comunidades e vamos tirar essas pessoas do esquecimento”, afirmou Marcelo Ramos.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505