27/09/2016 15h57 - Atualizado em 28/09/2016 07h00

Faixa azul nocauteia Artur Neto que alcança 34% de rejeição

Pesquisa DNP, divulgada pela Rede Tiradentes, mostra que a rejeição de Artur bateu recorde.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A menos de uma semana das eleições, Artur Neto amarga seu pior momento à frente da Prefeitura de Manaus. Pesquisa DNP, divulgada pela Rede Tiradentes, mostra que a rejeição de Artur bateu recorde. Nada menos que 34% declaram que não votariam em Artur em hipótese alguma. Esta é a maior rejeição já registrada por um prefeito da capital nos últimos 20 anos.

Os estragos para a imagem do prefeito não param. Até mesmo meios de comunicação tradicionais da cidade passaram a detonar a Faixa Azul de Artur. O jornal Manaus Hoje, do grupo Rede Calderaro, na primeira página da sua edição desta terça-feira (27) chama a Faixa Azul d PROJETO BUNDÃO.

O jornal A Crítica, do mesmo grupo empresarial, destaca que Artur torrou R$ 2 milhões do dinheiro público para pagar o estudo de viabilidade da faixa azul e que, em apenas quatro dias de funcionamento, foi obrigado a recuar e suspender o projeto. O jornal põe o valor investido sob suspeição ao colocar aspas na palavra estudos, na oração “Prefeitura de Manaus firmou contrato milionário para bancar ‘estudos’” e ao dizer depois: “… corredor exclusivo agora foi suspenso por requerer ‘mais estudos’”.

A incompetência administrativa de Artur não tem limites. Foi uma sequência de erros na questão da mobilidade urbana, que começou com a pintura em vermelho das calçadas do Boulevard Álvaro Maia – ao que a Prefeitura batizou de “ciclovia”, e agora a faixa azul. Ou seja, sobra trapalhada pra todas as cores e gostos.

Não é preciso ter conhecimento técnico para observar as contradições e perceber que a Prefeitura erou feio. “São milhões investidos e o povo não vê retorno. Decidem de portas fechadas e acabam fazendo obras absurdas”, desabafa a auxiliar de escritório, Dalva Cavalcanti.

Até agora, a Prefeitura não sabe qual é o sistema adequado para Manaus e nem consegue adotar sequer uma medida no trânsito sem causar transtorno, desagradando desde o pedestre, passando cidadão que depende dos ônibus pra se deslocar até a pessoa que anda de carro particular.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505