06/09/2016 16h22 - Atualizado em 9/09/2016 15h04

Marcelo Ramos prova que Arthur tem R$ 4 bi a mais que o antecessor

Balanço oficial da própria Prefeitura mostra que Arthur não fala a verdade quando tenta culpar a crise.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O candidato a prefeito de Manaus, Marcelo Ramos (PR,) desmontou o discurso de Artur de que teve queda na arrecadação da Prefeitura de Manaus e provou com números que o atual prefeito arrecadou, em três anos e seis meio R$ 4,8 bilhões a mais que o seu antecessor em quatro anos. Em vídeo postado nas redes sociais, Marcelo usa dados do balanço oficial da própria Prefeitura para mostrar que Artur não fala a verdade quando tenta culpar a crise e uma suposta queda na arrecadação por não ter cumprido as promessas de campanha.

Segundo Marcelo Ramos, Arthur teve recursos suficientes para fazer uma administração de grandes realizações. “Mas, por errar nas prioridades, por irresponsabilidade na gestão, gastou errado e fez uma gestão pífia. Não construiu uma única escola, não fez o BRT, as 110 creches prometidas, não resolveu os problemas de transporte coletivo e hoje é campão em rejeição”, disse.

Marcelo Ramos apresentou balanço em que a prefeitura arrecadou em três anos e meio R$ 13.770.403.000,00, enquanto que a gestão anterior (Amazonino Mendes) teve R$ 9.710.156.000,00. Uma receita R$ 4.060.247.000,00 a mais que a o prefeito que o antecedeu.

Só de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), Marcelo mostrou que o atual prefeito, em três anos e meio, arrecadou R$ 298.000.000,00 a mais que o prefeito anterior, em quatro anos. Além disso, de ISS (Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza) – imposto que o cidadão paga muitas vezes sem perceber, Artur recolheu R$ 396.000.000,00 a mais que o prefeito anterior.

“E para derrubar de vez essa conversa fiada do prefeito de que faltaram recursos na Prefeitura, de que houve queda na arrecadação, de que diminuíram os repasses do Governo Federal e do Estadual, eu quero registrar que o atual prefeito recebeu, só de transferências correntes, ou seja, recursos transferidos do Governo do Estado e da União, a quantia de R$ 1.800.000.000,00 a mais, em três anos e meio, que o prefeito anterior”, afirmou o candidato.

Marcelo Ramos alega ainda que, fora os valores citados, o atual prefeito recebeu, recentemente, quase R$ 500 milhões de um financiamento intermediado pelo senador Omar Aziz, via BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

“Então, prefeito, seja sério com a cidade e com o seu governo. Pare com essa conversa de que faltou dinheiro. Não faltou dinheiro. Faltou acertar nas prioridades. Faltou ter carinho e cuidado com as pessoas. Faltou tapar os buracos ao invés de arrancar o asfalto da Avenida Eduardo Ribeiro. Faltou colocar merenda na escola ao invés de fazer “Rock in Rio” em Manaus”, disse Marcelo Ramos.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505