27/09/2016 11h12 - Atualizado em 27/09/2016 11h21

Platiny diz que pedido de CPI de Alessandra Campelo parece “CPI do Cheque em Branco”

Deputado disse que pediu cópia do pedido de CPI da Saúde, mas não foi atendido por Alessandra.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O deputado Platiny Soares (DEM) disse, nesta terça-feira (27), que o pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) formulado pela deputada Alessandra Campêlo (PMDB) para apurar os contratos da saúde no Amazonas, parece o pedido da “CPI do Mistério” ou da “CPI do Cheque em Branco”. No plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) o deputado disse que já solicitou uma cópia do pedido de CPI da deputada Alessandra e da assessoria dela, para analisar o documento e decidir se vai assinar ou não a CPI, mas ainda não recebeu.

“Um pedido de CPI é coisa séria. Eu não estou aqui de para-quedas. Eu fui eleito por pessoas que acreditaram em mim. Eu sou um deputado e mereço ler o que eu vou assinar. Não é chegar aqui com uma faca no pescoço e esperar que a gente assine um documento sem ler. Nem parece uma CPI para apurar os contratos da Saúde. “Se a gente não puder ler o pedido de CPI isso não é CPI da Saúde, é CPI do Mistério, CPI do Cheque em Branco”, afirmou o deputado.

A declaração foi dada minutos depois da deputada dizer da tribuna da Casa, que alguns deputados estavam relutando em assinar o pedido de CPI.

O deputado José Ricardo (PT) que é favorável a abertura da CPI disse que vai disponibilizar o documento ao parlamentar. A assessoria da deputada informou que o documento já está disponível para o deputado.

O pedido de CPI pede a apuração de todos os contratos da saúde e é baseado nas fraudes descobertas na “Operação Maus Caminhos” da Polícia Federal que identificou repasses atípicos que juntos somam R$ 220 milhões a uma única instituição, o Instituto Novos Caminhos. Segundo a PF, a organização criminosa utilizava a entidade social, para fugir dos procedimentos licitatórios regulares e permitir a contratação direta de empresas prestadoras de serviços de saúde.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505