13/09/2016 20h09 - Atualizado em 13/09/2016 20h09

Reunião técnica proposta por Platiny Soares define ações de segurança na UFAM

Atualmente a universidade abriga mais de 40 mil alunos, distribuídos em 147 cursos.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um posto da Polícia Militar deverá ser implantando nas instalações da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). A parceria foi divulgada na manhã desta terça-feira (13), pelo prefeito do Campus, Atlas Augusto Barcellar, durante reunião técnica convocada pelo vice-presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas, Platiny Soares (DEM).

De acordo com Barcellar, as tratativas com o comando geral da Polícia Militar, já foram iniciadas e deverão ser aplicadas em médio prazo, depois que receber parecer favorável do Conselho Universitário.

A medida visa estabelecer maior segurança aos frequentadores da instituição. Para isso, deverá ser estabelecido um convênio, aos moldes do firmado entre a Universidade de Minas Gerais e a Polícia Militar daquele Estado.

“É inegável que temos sérios problemas em promover uma segurança de qualidade aos alunos e professores. Mas, é preciso lembrar que estamos falando de um complexo que possui, 6 milhões de m2 e está inserido na terceira maior floresta natural em área urbana do planeta”, destacou Barcellar.

Atualmente a universidade abriga mais de 40 mil alunos, distribuídos em 147 cursos. Nos últimos meses, foram registrados casos de furto, roubos e arrastões dentro e fora do Campus, localizado na Zona Sul de Manaus, que levaram os alunos a realizarem manifestações pedindo intensificação de ações de segurança pública no local.

“Desde o episódio que envolveu arrastão na parada de ônibus localizada na Avenida Rodrigo Otávio, expedimos uma ordem de serviço, onde destacamos a execução de patrulhamento nas vias internas da Ufam. Alem disso, temos uma viatura que fica estacionada ao lado do abrigo, em horários de pico. Com isso, estamos dando maior sensação de segurança à população”, ressaltou o comandante da 11ª Companhia Interativa Comunitária (Ciciom), Capitão Nilzomar.

Para Platiny Soares, o trabalho de cooperação entre a Ufam e a Polícia Militar, é fundamental e deve ser incentivado não apenas visando o Campus principal, mas também a unidade de saúde que fica localizada na Avenida Boulevard Álvaro Maia. “Enquanto Comissão de Segurança Pública, estamos nos colocando como intermediários nesse processo. Acredito que a partir dessas ações, teremos êxito no objetivo, que é resguardar a vida e os bens da população”, enfatizou.

Representando o secretário de Segurança Pública do Estado, o delegado Walter Cabral, disse que a secretaria está sensível à problemática e disponível a cooperar com as ações que visem resguardar a população.

PF declara que policiamento ostensivo é com a PM
Dentre os pontos esclarecidos na reunião técnica, está o da competência de promover segurança pública no Campus Senador Arthur Virgílio Filho. Por ser um imóvel pertencente à União, acreditava-se que apenas a Polícia Federal, possuía essa gerência, mas conforme explicou em oficio o Superintendente Regional da Polícia Federal, Marcelo Sálvio, tal atribuição, foge as funções da corporação.
Segundo o documento, os problemas relatados na região do Campus seriam solucionados, em primeiro momento, com o incremento do policiamento preventivo na região (função preventiva), que é atribuído à Polícia Militar, através das ações de polícia ostensiva e de garantia de ordem pública, conforme o artigo o § 5º do artigo 144 da Constituição Federal.
A informação desmitificou a ideia de que a Polícia Militar não teria gerência para realizar ações no local.

Batalhão Ambiental ou Canil
Conforme informações do Prefeito do Campus da Ufam, Atlas Augusto Barcellar, existe a possibilidade do espaço destinado à Polícia Militar ser direcionado ao Batalhão Ambiental ou Canil.
“O ambiente é propicio aos trabalhos dessas duas vertentes da Polícia Militar. Estamos analisando de que maneira poderemos aplicar ao que ambas as partes necessitam”, falou.

R$ 10 Milhões aplicados em segurança
Por ano a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), gasta R$ 10 milhões em segurança de pessoas e patrimonial. Atualmente mais de 150 seguranças de uma empresa privada fazem segurança diuturnamente no local.
Mais de 100 câmeras monitoram a área do Campus, elas transmitem imagem em tempo real, para uma central de segurança. Quatro motocicletas e dois carros são usados para patrulhar as vias.
Um aplicativo de celular está sendo configurado para auxiliar alunos e professores a denunciar atos de vandalismo e criminalidade.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505