14/09/2016 16h53 - Atualizado em 14/09/2016 16h53

Trio de atletas amazonenses se destaca nos Estados Unidos e participa do Dallas Open de Jiu-Jítsu

Os garotos estão nos Estados Unidos desde 30 de agosto para uma temporada de competições.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O fim de semana para o trio amazonense Lukas Matheus Aguiar, Emanuel Castro e Matheus Gabriel Barros será novamente de muito desafio. Os garotos estão nos Estados Unidos desde 30 de agosto para uma temporada de competições e neste sábado e domingo, 17 e 18, participam do Dallas Open. A próxima parada é o Pan-Americano sem Kimono, em Nova York, nos dias 31 e 1º de outubro. Os atletas contam com o apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

A primeira grande prova de fogo dos feras foi o Grand Slam de Jiu-Jítsu, em Los Angeles, dias 3 e 4 de setembro. Por este evento, o faixa azul Lukas Matheus conquistou duas medalhas de ouro pelo peso médio, até 73 kg, com kimono e sem kimono.

“Gostaria de agradecer a todos que torceram e me parabenizaram, muito obrigado por todo apoio e vou em busca de mais ouros. O Grand Slam foi uma competição chancelada pelos organizadores de Abu Dhabi, e era muito importante para mim. Agora é o Dallas, e para ele estou treinando quase quatro horas por dia, focando e mantendo o peso. O sonho não pode parar”, destacou Lukas.

Outro que se deu bem no Grand Slam foi o faixa roxa Matheus Gabriel, pela categoria 62 kg, sem kimono. O jovem de 19 anos é o único do trio, inclusive, que vai dar uma esticada na viagem para participar do Mundial No-Gi, dia 2 de novembro, em Los Angeles. Ao todo, serão quatro eventos que o amazonense vai participar.

“Agradeço a Deus por esta vitória, pois eu estava muito focado em ser campeão do Abu Dhabi Grand Slam LA No-Gi 2016. Quero agradecer também a minha equipe Checkmat/SD, os meus professores, patrocinadores e a todos que torcem por mim. Obrigado também ao secretário Fabrício Lima e a próxima parada é o Dallas, o qual pretendo também arrastar conquistas e, para isso, sei que preciso passar com bom desempenho pelos donos da casa, que são os meus principais adversários”.

Confiança renovada – Anotando mais de 10 anos de Jiu-Jitsu, o Grand Slam foi um dos poucos eventos que Emanuel Castro não subiu ao pódio. Mesmo assim, para o Dallas e Pan-Americano, a confiança está renovada. “Eu sabia que teria alguns desafios pela frente, pois eu estava acostumado até o final do ano passado a lutar pela Juvenil. Agora, com a faixa roxa, fui para a Adulto e é uma categoria muito diferente, pois os atletas dela tem muita força. Porém, estou afinando meu jogo e trabalhando o psicológico para chegar lá e fazer o meu melhor”, comentou.

Nos Estados Unidos, os atletas amazonenses estão treinando na academia Guy Mezger’s Combat Sports Club, com o mestre Keiser Girão, que faz parte da Checkmat. “Esses meninos são fantásticos e uma das mais promissoras gerações do Jiu-Jítsu, representando não somente Manaus, como o Brasil inteiro. São garotos, mas que já ganharam títulos extremamente importantes, como este do Grand Slam, e estão próximos do Pan Americano”, destacou Girão.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505