19/10/2016 14h17 - Atualizado em 20/10/2016 07h22

Adail Pinheiro é transferido para o Compaj

Condenado por exploração sexual infantil, Adail foi levado ao IML para realizar exame de corpo de delito e depois seguiu para o presídio.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, foi transferido na manhã desta quarta-feira (19) para o Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). Antes, ele foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames de corpo de delito. O procedimento é necessário antes que se cumpra a decisão de transferí-lo do Comando de Policiamento Especializado (CPE) da Polícia Militar para o Compaj.

O fato ocorre após a 60ª Promotoria Especializada no Controle Externo da Atividade Policial (Proceap), órgão vinculado ao Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), enviar nessa terça-feira (18), ao Comando da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) e à Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP/AM) uma recomendação para transferência dos presos que estão aguardando os julgamentos na carceragem improvisada do CPE, situado no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus, alegando com o local não tem condições para abrigar presos de justiça.

Com alguns quilos a mais, se comparado a quando ele foi preso em 8 de fevereiro de 2014, Adail, após descer da viatura, não quis dizer nada e apenas caminhou rapidamente para a sala de exames do IML.

Adail estava preso há dois anos e meio, sob a acusação de comandar um esquema de prostituição infantil em Coari. O político foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam), em novembro de 2014, a 11 anos de prisão em regime fechado pelo crime, porém, desde fevereiro do referido ano já estava preso no CPE.

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505