19/10/2016 10h58 - Atualizado em 19/10/2016 10h58

Brasil e Japão assinam acordo para investimentos em infraestrutura

O Acordo de Cooperação foi assinado nesta quarta-feira, em Tóquio.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O presidente brasileiro Michel Temer e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, assinaram hoje (19), em Tóquio, um Acordo de Cooperação Para a Promoção de Investimentos em Infraestrutura. O acordo prevê a criação de um grupo de trabalho para debater a parceria entre os dois países e inclui os setores de transporte e logística, tecnologia da informação e de comunicações e energia. A visita de Temer ao Japão incluiu também um encontro com empresários e investidores.

A ideia é que, pelo menos uma vez por ano, os integrantes desse grupo de trabalho se reúnam para implementar e discutir ações visando o fortalecimento da cooperação bilateral. Pelo lado brasileiro, o grupo será coordenado pelo Departamento de Promoção Comercial e Investimentos do Ministério das Relações Exteriores e pela Secretaria de Assuntos Internacionais do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

“Estamos aqui para revelar um novo Brasil. Usamos a expressão recomeço para [expressar] a situação que encontramos ao assumir o governo”, disse Temer durante o encontro com empresários, frisando que “o Brasil é grande. Não só um grande mercado consumidor, mas também um grande centro de produção e de oportunidades”.

Ele ressaltou, no entanto, que não basta ao Brasil “ser grande” para atrair investimentos. “É preciso ser grande com estabilidade institucional e segurança jurídica. E é exatamente isso o que vivemos de uns dois meses para cá. Tivemos um pequeno período um pouco mais agitado, mas [onde foram] cumpridas todas as normas constitucionais e sem nenhuma instabilidade de natureza institucional. Passado esse momento, é revelada a importância do contexto de responsabilidade macroeconômica. O primeiro passo é o equilíbrio nas contas públicas”, disse.

A política monetária brasileira também foi destacada por Temer no encontro. “Temos um inabalável compromisso com a estabilidade dos preços. Aliás, o pré anúncio da inflação para o ano que vem [já] é bem menor do que a inflação deste ano. Estamos no caminho certo, porque tivemos em setembro a menor inflação para o mês desde 1988. A inflação foi de 0,08%. Estamos assegurando um ambiente que é precondição para a prosperidade do país”.

Temer informou ao primeiro-ministro japonês que pretende retirar do governo brasileiro e repassar para o mercado a responsabilidade pela fixação de taxas para a abertura de investimentos. Shinzo Abe, por sua vez, disse que políticas de abertura de mercado reforçam o interesse das empresas japonesas em investir no Brasil.

“O Brasil é um país de 200 milhões de pessoas e representa enorme mercado. Políticas econômicas de abertura podem tornar esse mercado ainda mais atraente. Para as empresas japonesas, o Brasil representa oportunidade principalmente na área de infraestrutura”, disse o primeiro ministro.

De acordo com o Planalto, o avião de Temer decolou do Japão por volta das 11h30 de hoje (horário de Brasília). A previsão é que ele chegue no início da tarde de amanhã (20) em Brasília.

Fonte: Agência Brasil

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505