10/10/2016 17h12 - Atualizado em 10/10/2016 17h14

Vereadores pedem CPI para investigar contrato de Artur com empresa da operação “Maus Caminhos”

A Câmara deve investigar os motivos que levaram o prefeito Artur Neto a contratar a empresa de um quadrilheiro com dispensa de licitação.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Já foram conseguidas três das 14 assinaturas necessárias para abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara Municipal de Manaus (CMM) com objetivo de investigar o contrato da empresa “D de Azevedo Flores” com a Prefeitura de Artur Neto (PSDB), no valor de R$ 1,1 milhão, celebrado com a Secretaria Municipal de Saúde com dispensa de licitação, para realizar serviços de telemarketing do SAMU e de combate ao Zika Virus. O pedido de CPI é dos vereadores do PT, Professor Bibiano, Rose Matos e Waldemir José.

Segundo a justificativa do pedido de CPI, a Câmara deve investigar os motivos que levaram o prefeito Artur Neto a contratar a empresa de um quadrilheiro com dispensa de licitação se aproveitando de um Decreto de Emergência e também para serviços tão distintos como telemarketing e combate ao zika vírus.

O que chama atenção dos vereadores é que a empresa “D de Azevedo Flores” pertence a Davi Azevedo Flores, um dos presos pela PF por fazer parte de uma quadrilha que desviou mais de R$ 200 milhões de recursos da saúde do Governo do Amazonas, tendo como chefe o médico Mohamed Mustafá, que também está preso na Polícia Federal.

Segundo o vereador Bibiano a informação da prefeitura de que rescindiu o contrato com a empresa é falsa porque até esta segunda-feira (10), nenhuma publicação no diário oficial do município foi feita com o cancelamento do contrato. E mesmo que o contrato tenha sido cancelado, a investigação é necessária para verificar se realmente os serviços foram executados e se houve desvios de recursos como ocorreu no Governo do amazonas. Bibiano disse que a Prefeitura deve explicações a sociedade de como essa empresa recebeu dinheiro, quanto recebeu, como investiu e quais benefícios foram gerados à população de Manaus

*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.

Ultimas notícias

Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505