Projeto experimental pretende tirar pagamento em dinheiro do transporte público para evitar assaltos

A ideia é evitar o acúmulo de dinheiro e inibir a ação dos bandidos. As linhas de ônibus irão circular possivelmente sem cobrador.
16/11/2016 14h31 - Atualizado em 17/11/2016 09h13
Foto: Reprodução

Um projeto experimental para tentar reduzir o alto índice de assaltos aos coletivos está entre as propostas anunciadas pela Secretaria de Segurança do Amazonas (SSP-AM) em conjunto com o Ministério Público do Estado (MPE-AM). Caso o projeto seja colocado em prática, será abolido o uso de dinheiro para o pagamento de passagens, ou seja, as linhas de ônibus irão circular possivelmente sem cobrador. A ideia é evitar o acúmulo de dinheiro e inibir a ação dos bandidos.

Após o anúncio da proposta, usuários reclamaram que a falta de dinheiro no caixa dos coletivos não vai melhorar a segurança. Embora as empresas sejam as principais favorecidas o secretário da SSP, Sérgio Fontes, garante que os passageiros vão ganhar com a medida.

Segundo Fontes, nas cidades onde o pagamento em dinheiro foi abolido, houve diminuição de até 50% nas ocorrências de assaltos a ônibus. Entre as capitais citadas pelo secretário, Cuiabá e Porto Alegre apresentaram bons resultados.

A proposta ainda vai ser avaliada pelo o procurador-geral do MP-AM, Fábio Monteiro, segundo Fontes.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso