Amazonense conquista primeiro lugar no Torneio Internacional de Luta Olímpica na Argentina

A manauense Diana Alves, 15 anos, que venceu a categoria até 60 kg eliminou adversárias chilenas e argentinas nas disputas.
27/12/2016 16h41 - Atualizado em 27/12/2016 16h41
Foto: divulgação

A rica história da luta olímpica amazonense terminou o ano com o primeiro lugar no Torneio Internacional, realizado na Argentina. A competição contou com a manauense Diana Alves, 15 anos, que venceu a categoria até 60 kg. A atleta que recebe apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), eliminou adversárias chilenas e argentinas nas disputas realizadas no último dia 18, em La Rioja.

De volta a Manaus nesta semana, com a primeira conquista fora do país, Diana agora pensa num 2017 de ainda mais excelência, focando nas Olimpíadas de 2020, em Tokyo. “Depois dessa conquista na Argentina, agora estou focada nas competições do próximo ano. Quero participar da seletiva Nacional Cadete e obter a vaga no Sul-Americano e no Pan-Americano. Quero ganhar essas competições para poder subir no ranking e ir às Olimpíadas”, disse a atleta.

Ainda segundo Diana, o caminho percorrido para a inédita conquista internacional foi difícil, mas a persistência da lutadora fez toda a diferença. “Foram cinco lutas e tive mais dificuldade na final e semifinal. Na final, enfrentei uma lutadora da Argentina, que era muito forte e experiente. Puxei, ataquei e enfim consegui derrubar ela com um double leg. Estou muito feliz por esta conquista. Melhor presente de natal e de ano novo, com certeza”, comemorou a atleta.

Carreira
Com apenas dois anos na modalidade, Diana conheceu o esporte por meio da academia de luta próxima da escola em que estuda. A dedicação de quase três horas diárias de treinamento na Academia Clube da Luta, na Zona Norte, já garantiram vários ouros nas principais competições escolares do Brasil. Antes do Torneio Internacional, na Argentina, ela já havia faturado a Copa Natal, que ocorreu na capital do Rio Grande do Norte, em novembro.

“Minha primeira medalha foi ano passado, fiquei em terceiro no JEAs (Jogos Escolares do Amazonas). Já neste ano consegui um bronze na categoria 56 quilos no Amazonense e conquistei a vaga para o Brasileiro. Ganhei o JEAs, este ano, e fui para os Jogos Escolares da Juventude, onde e fui primeiro lugar no individual e primeiro lugar por equipes. Em seguida, fui para a Copa Natal e fiquei em primeiro lugar e o outro foi o Torneio da Juventude, que serviu de classificatório para a Argentina”, destacou.

2016 de boa temporada – O ano de 2016 para a Luta Olímpica vai ficar eternizado pela boa temporada. Despontando entre os melhores na modalidade, os amazonenses subiram ao pódio inúmeras vezes, conquistando até feitos inéditos.

“Foi um ano muito bom. O Amazonas é muito forte no estilo livre masculino e no feminino também. Como temos mais homens que mulheres, conseguimos conquistar tudo esse ano. Escolar, Cadete, Brasileiro, por equipes, fomos campeões pela primeira vez com a equipe Sênior e para 2017 queremos manter os resultados. Nossa ambição é aumentar as medalhas internacionais. Se temos uma, duas medalhas internacionais, queremos ter quatro. Nosso objetivo principal é ser campeão Brasileiro por equipes e colocar o maior número de atletas na seleção brasileira”, garantiu o lutador e professor, Waldeci Silva.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso