FCecon ganha menção honrosa em premiação promovida pelo Ministério da Saúde, em Brasília

A honraria foi entregue após a exposição de pesquisa desenvolvida através de parceria entre FCecon, Ufam e USP.
15/12/2016 14h21 - Atualizado em 15/12/2016 14h21
Foto: divulgação

A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (Susam), foi homenageada, nesta semana, com uma menção honrosa, na categoria Mestrado, conferida pelo Ministério da Saúde, durante a entrega do Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o Sistema Único de Saúde (SUS) 2016, em Brasília. A honraria foi entregue após a exposição de pesquisa desenvolvida através de parceria entre FCecon, Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (USP), para a utilização, de forma pioneira na região Norte, de um kit de auto-coleta de material para exames preventivos. O projeto tem o objetivo de auxiliar no rastreio do câncer de colo uterino, o mais incidente entre as mulheres do Estado, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca).

O trabalho “Análise da estratégia de rastreio do câncer de colo uterino por teste rápido para HPV em mulheres ribeirinhas do município de Coari (AM)”, tem como autora a professora e enfermeira Josiane Montanho Mariño (Ufam), que foi orientada, durante o mestrado, pela diretora de Ensino e Pesquisa da FCecon, farmacêutica e bioquímica Dra. Kátia Luz Torres.

O trabalho, inscrito pela FCecon, abordou 412 mulheres de Coari, a 444 quilômetros de Manaus, que utilizaram o kit de autocoleta fabricado por uma empresa holandesa. Foram utilizadas duas metodologias a partir das amostras autocoletadas: um teste rápido para detecção de proteínas expressas pelo HPV (OncoE6) e o teste molecular não comercial (PCR Convencional). O Papiloma Vírus Humano (HPV) é responsável pelo desenvolvimento do câncer de colo uterino, sendo considerado o agente etiológico da doença, explica Kátia Torres.

A escolha do município considerou diversos fatores, entre eles, o volume de pessoas residentes na localidade que, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), é um dos maiores do estado; a localização e a estrutura laboratorial da cidade (está última cedida pela Ufam), entre outros.

Colaboradores
Contribuiu para a pesquisa, realizada entre 2013 e 2015, a médica ginecologista da FCecon, Mônica Bandeira de Melo, o coorientador José Eduardo Levi (USP), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam) e o Instituto do HPV, vinculado ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

“O projeto pode auxiliar na construção de novas políticas voltadas à atenção oncológica, para o controle e combate do câncer de colo uterino, que atualmente é o que mais mata mulheres amazonenses no nosso Estado. Acreditamos que a estratégia testada pode ser uma solução concreta de detecção precoce de lesões precursoras e, se implantada no SUS, reduzirá o número de casos e a mortalidade por câncer de colo de útero em prazo surpreendente”, destacou a diretora de Ensino e Pesquisa da FCecon, Kátia Torres. Ela ressaltou que a autocoleta pode vencer uma das barreiras para a detecção de lesões no colo uterino: a dificuldade de acesso ao exame.

A premiação, promovida pelo Ministério da Saúde, tem como objetivo incentivar a produção de trabalhos técnico-científicos de pesquisadores, estudiosos e profissionais de saúde ou de qualquer área do conhecimento em nível de pós-graduação concluída, com temática na área de Ciência e Tecnologia em Saúde e potencial de incorporação pelo SUS.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso