Detran-AM intensifica operação Lei Seca e apreende dez ônibus irregulares

Entre os dias 23 e 30 de janeiro foram autuados 347 condutores, a maioria por licenciamento atrasado.
31/01/2017 09h08 - Atualizado em 31/01/2017 15h19
Foto: Divulgação

Durante a semana, o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) realizou em todas as zonas da cidade a operação Lei Seca, que começou na noite de segunda-feira (23/01) e terminou na madrugada desta segunda (30/01). Foram autuados 347 condutores, a maioria por licenciamento atrasado. Dez ônibus particulares que estavam levando torcedores para assistir a final de um campeonato na Arena da Amazônia foram apreendidos.

De acordo com o diretor-presidente do Detran-AM, Leonel Feitoza, também chamou atenção o grande número de pessoas dirigindo sem estar habilitado. “É importante que as pessoas criem consciência e não entreguem seu veículo a pessoas que não estão habilitadas. Dirigir sem estar habilitado é infração gravíssima. Nesses casos, o proprietário do veículo recebe a penalidade, além de ter seu veículo apreendido”, explicou Leonel.

Além dessas infrações, foram lavradas multas por excesso de velocidade, uso do celular ao dirigir, motoristas sem equipamento de segurança, no caso dos motociclistas sem capacete e usando calçado não adequado, direção perigosa, excesso de lotação e sem o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) que é um documento de porte obrigatório.

Foram flagrados 22 motoristas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas e sete se recusaram a passar pelo bafômetro e assinaram o termo de recusa. A recusa é considerada uma infração gravíssima. O motorista recebe as mesmas punições administrativas do motorista embriagado que aceita fazer o teste. Ele é multado em R$ 2.934,70, tem a carteira de habilitação recolhida e o direito de dirigir fica suspenso por um ano, além de ter o veículo é apreendido.

Apreensão ônibus – Durante as fiscalizações que ocorreram na tarde de sábado (28/01), agentes do Detran-AM apreenderam dez ônibus particulares na avenida Coronel Teixeira que estavam indo em direção à Arena da Amazônia. Sete condutores estavam dirigindo sem possuir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além disso, todos os veículos foram autuados por licenciamento em atraso, excesso de lotação e mau estado de conservação. “Averiguamos que todos os ônibus estavam com pneus carecas, o que coloca em risco a vida das pessoas que estavam dentro desses veículos. Outra coisa que chamou a atenção foi o excesso de lotação. Tinha gente em cima dos ônibus, isso é de uma irresponsabilidade absurda”, enfatizou Leonel.

Os veículos apreendidos foram encaminhados para o parqueamento localizado na sede do órgão.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso