Digitais de Marcos Rotta e Eduardo Braga aparecem em ações contra Melo

Segundo o Jornal A Crítica digitais da oposição do PMDB são bem nítidas nas vozes que se levantam para malhar o governo na crise do sistema penitenciário.
12/01/2017 15h08 - Atualizado em 16/01/2017 12h03

Foto: AM POST


Opositores do governador, José Melo (Pros), tem aproveitado a crise do sistema penitenciário para atirar pedras e malhar o governo mesmo que indiretamente. Segundo a coluna SIM&NÃO do Jornal A Crítica há vestígios da participação do senador, Eduardo Braga, na ação da OAB-AM contra a empresa Umanizzare, assinada por advogados cujo escritório tem o Peemedebista, como um dos clientes.

De acordo com Melo, a insistência do senador de tentar ligar seu nome a grupos criminosos, faz pensar que existe sim, uma tentativa desesperada com intuito de desviar a atenção da opinião pública para o envolvimento do próprio senador na Operação Lava Jato, fato amplamente divulgado pela imprensa local e nacional, que aponta indícios claros da ligação de Braga em desvio de dinheiro público e recebimento de propina.

Outro que estaria envolvido no complô contra Melo, segundo a coluna, é o vice-prefeito Marcos Rotta (PMDB) que tem militantes que pedem a saída de Melo do governo nas ruas e nas redes sociais em sua folha de pagamento.

O militante, Júlio Cesar Lins, por exemplo que gravou vídeo convocando internautas para um ato contra o governo Melo no próximo domingo (15) é na verdade Chefe de Divisão de Articulação Política do gabinete de Marcos Rotta.

Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso