Eletrobras descobre rede clandestina em ramal onde energia elétrica era vendida para moradores

Moradores do Ramal alegam que pagaram valores monetários para o suposto “dono” da rede clandestina.
09/01/2017 14h26 - Atualizado em 9/01/2017 14h26

Foto: divulgação


Na última sexta-feira (6), a Eletrobras Distribuição Amazonas realizou uma ação de fiscalização visando coibir a prática de furto de energia no Ramal do Areal do bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus. A operação teve como objetivo apurar uma denúncia, onde uma pessoa construiu uma rede de média e baixa tensão interligada diretamente na Rede da Distribuidora, e estaria vendendo energia elétrica aos moradores do ramal.

A operação contou com o apoio da Delegacia Especializada no Combate Ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS) e de equipes de linha viva, constatando-se no ato da ação uma ligação clandestina composta por dois vãos de rede de média e baixa tensão com um transformador de 45KVA instalado com as chaves e toda estrutura necessária para a distribuição de energia elétrica. Os equipamentos são de procedência desconhecida.

Moradores do Ramal alegam que pagaram valores monetários para o suposto “dono” da rede clandestina. Os mesmos foram notificados para prestar esclarecimentos na DECFS e a rede clandestina foi desligada e totalmente retirada de imediato.

A Eletrobras destaca que o combate às perdas de energia só é possível com o envolvimento de toda a sociedade. O furto de energia e a fraude de medidores são tipificados como crime conforme o código penal brasileiro, artigos 155 e 171.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso