Medidas de reforço à segurança se intensificam nas ruas de Manaus

Equipes da polícia realizaram incursões em bairros da capital onde os índices de criminalidade são mais críticos.
14/01/2017 14h03 - Atualizado em 15/01/2017 13h32
Foto: divulgação

Policiais do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) da Polícia Civil do Amazonas prenderam na madrugada deste sábado, 14, em uma casa de show da segunda etapa do conjunto Viver Melhor, bairro Lagoa Azul, zona Norte de Manaus, Pablo Benevides dos Santos, 21 anos, filho de Maria Elizangela Benevides, 42, presa em outubro do ano passado, junto com o outro filho, Tiago Benevides, todos suspeitos de comandar o tráfico de drogas naquela comunidade. O infrator estava com mandado de prisão aberto expedido pela 1ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (1ª Vecute) e no momento da prisão portava porções da maconha.

O procurado da Justiça foi preso durante as ações policiais simultâneas deflagradas pela Polícia Civil nas zonas Sul, Centro-Sul, Oeste e Norte da cidade, e comandadas pelos delegados Geraldo Eloi, Paulo Mavignier e Tamara Albano, respectivamente, diretores dos departamentos de Polícia Metropolitana (DPM) e diretora-adjunta de Investigação sobre Narcóticos (Denarc). O trabalho tem como objetivo coibir práticas criminosas, reforçar o trabalho ostensivo nas ruas da cidade e proporcionar mais segurança à sociedade.

IMG_6095

A ação, que teve início por volta das 21h, contou com a participação de servidores lotados no Denarc, DPM, Comissão de Capacitação, Treinamento e Desenvolvimento (CCTD) da instituição, Comissão Permanente de Promoção, Gerência de Pessoal, Gabinete do Delegado-Geral, Gabinete do Delegado-Geral-Adjunto e Chefia de Gabinete da instituição. Os trabalhos contaram, ainda, com o reforço de integrantes do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera).

Conforme Geraldo Eloi, a operação faz parte das novas medidas de reforço à segurança em Manaus, definidas pelos órgãos que compõe a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM). “Trabalhando a parte preventiva, quanto repressiva e ainda estamos empenhados nas buscas pelos fugitivos do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) e Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). Nosso objetivo principal é trazer mais segurança à população manauara”, informou Eloi.

No decorrer da operação as equipes realizaram incursões em bairros situados nas quatro zonas da capital, onde foram feitas abordagens a pedestres, veículos automotores e estabelecimentos comerciais pelas equipes. Durante as ações os policiais fizeram pesquisas de nomes e documentação de veículos suspeitos, por meio de celular, ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) e ao 190.

IMG_6112

O diretor do Denarc destacou que a ação, deflagrada na noite dessa sexta-feira e madrugada deste sábado, foi exitosa. “Realizamos um trabalho muito proveitoso. Fizemos uma saturação com abordagens em locais, situados nas zonas Sul e Centro-Sul, onde os índices de criminalidade são mais críticos. Nesses lugares pedestres foram abordados e revistados, veículos vistoriados e estabelecimentos comerciais foram fiscalizados. Finalizamos os trabalhos no bairro Tarumã, onde estão localizados bares flutuantes. Em alguns desses estabelecimentos realizamos inspeções com intuito de coibir a venda de drogas sintéticas, já que a repressão à venda dessas drogas é uma das frentes de atuação do Denarc”, pontuou Mavignier.

Continuidade
Policiais civis lotados em distintas unidades policiais da capital e setores administrativos da instituição foram convocados nos últimos dias pelo delegado-geral, Francisco Sobrinho, para reforçarem os trabalhos que estão sendo adotados pela SSP-AM no sentido de conter a criminalidade na capital, após a fuga de detentos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e Instituto Penal Antônio Trindade, no dia 1º deste mês.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso