Ministro da Justiça vem a Manaus tratar sobre rebelião

Durante toda a rebelião, o ministro Alexandre de Moraes manteve contato com o governador José Melo, e prometeu ajudar.
02/01/2017 15h03 - Atualizado em 2/01/2017 18h42
Foto: reprodução

O gabinete do Ministério da Justiça e Cidadania, informou que o ministro Alexandre Moraes embarcou às 15h30 (horário de Brasília) de São Paulo e vem em um voo direto para Manaus. O objetivo é tratar a respeito da rebelião que ocorreu entre a tarde do último domingo (1) e a manhã desta segunda-feira (2) no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).

Mais cedo o ministro havia informado em nota na manhã desta segunda-feira (2), que estaria à disposição do governo do Amazonas para ajudar nas providências necessárias em relação a rebelião ocorrida no Completo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), entre a tarde de domingo (1º) e a madrugada desta segunda.

Na nota, o ministério se colocou à disposição caso o governo do Amazonas precise fazer transferências de internos para presídios federais. A Força Nacional também está à disposição, caso seja necessário será enviada para Manaus.

Durante toda a rebelião, o ministro Alexandre de Moraes manteve contato com o governador José Melo, e prometeu ajudar inclusive se alguma transferência de presos para presídios federais for necessária. O receio do governo federal é que o PCC possa realizar outras rebeliões em presídios pelo país em retaliação à Família do Norte.

O governador José Melo informou que, neste momento, a situação no complexo penitenciário está sob controle, e que vai utilizar os R$ 44,7 milhões que recebeu como repasse do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), na última quinta-feira (29), para resolver os problemas.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

booked.net

Economia

Contato Termos de uso