Prefeito e ciclistas debatem segurança no trânsito e campanha de sensibilização

A intenção é humanizar cada vez mais a ligação entre os agentes envolvidos no trânsito, pedestres e ciclistas, motociclistas e motoristas de todas as categorias.
31/01/2017 09h56 - Atualizado em 31/01/2017 09h56

Foto: Semcom


“Mais segurança e menos mortes no trânsito”. Este foi o pedido apresentado nesta segunda-feira, 30, por grupos de ciclismo da cidade em reunião com o prefeito em exercício Marcos Rotta, na sede da Prefeitura, na Compensa, zona Oeste. Na pauta, estavam políticas públicas para a área, acessibilidade e mobilidade urbana.

Além dos representantes dos grupos, participaram do encontro o diretor-presidente do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Franklin Pinto, o secretário municipal de Comunicação, Marcos Santos, o diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), engenheiro Cláudio Guenka, o vice-presidente do órgão, engenheiro Telamon Firmino, e o diretor de Planejamento Urbano, arquiteto Laurent Troost.

A reunião abriu amplo canal de diálogo com os representantes de centenas de ciclistas que utilizam diariamente as vias da cidade, resultando em duas propostas bem práticas e imediatas: o lançamento, dentro de até 30 dias, de uma ampla campanha de sensibilização para o respeito à vida no trânsito; e a criação de um assento para o segmento junto ao Comitê de Políticas Públicas, que terá à frente Marcos Rotta, além de representantes de diversas secretarias e da sociedade civil organizada.

“Estamos ouvindo os representantes que militam na área, que é tão importante para Manaus, e ouvindo ciclistas, pessoas que estão ocupando seu espaço nas ruas da cidade. Chega de mortes. É hora de começar uma política de trânsito que seja benéfica para todos e a Prefeitura colocará as ferramentas que dispõe para tornar isto possível”, explicou o prefeito em exercício. A campanha publicitária usará todos os canais e mídias virtuais, além de TVs, material impresso e será de média e longa duração.

Rotta lembrou ainda que os ciclistas estão todos os dias nas ruas e os grupos de pedal têm longa experiência neste modal: “Não tenho dúvida do quanto eles podem contribuir para aquilo que sonhamos como praticável para Manaus, da harmonia que precisa existir entre motoristas e ciclistas. Vamos desenvolver amplas campanhas de sensibilização junto à sociedade e chamar todos para perceber a importância da bicicleta, não só para locomoção, mas para a qualidade de vida, para a melhoria no trânsito. O ciclismo faz bem para o cotidiano da cidade”, destaca Marcos Rotta.

A intenção é humanizar cada vez mais a ligação entre os agentes envolvidos no trânsito, pedestres e ciclistas, motociclistas e motoristas de todas as categorias, para que se tenha mais segurança nas vias e quem pedale sinta-se seguro.

Para o coordenador do grupo Pedala Manaus, Paulo Aguiar, o encontro representa a esperança para que o Poder Público entenda a importância da bicicleta no trânsito da capital. Segundo dados dos ciclistas, tendo como fonte o Ipea/2012, 4% da população usa bicicleta e são feitas diariamente 27 mil viagens na malha viária.

“Há uma necessidade urgente para a implementação de medidas de preservação da vida, para que sejam adotadas o quanto antes. Acreditamos que nesta nova gestão, com nova postura, tenhamos uma nova direção para a cidade e que isso vai estimular mais pessoas a andarem de bicicleta. As campanhas de sensibilização têm o poder de transformação, assim como de promover rotas em vias mais tranquilas e maior fiscalização nas vias”, comenta Aguiar.

Quanto à participação no futuro comitê, o representante do Pedala afirma ser de extrema importância ter essa cadeira representando quem anda de bicicleta, para que as autoridades tenham a visão real de quem pedala na cidade. “E fazemos um apelo ao motorista, para que se sensibilize com o ciclista. O ciclista tem o direito de ir e vir no trânsito. Se o motorista entender que a bicicleta faz parte do trânsito e ali tem uma vida, vamos ter um trânsito melhor e salvar vidas. Se não entender, vamos ter um trânsito cada vez mais desumano”.

O engenheiro Cláudio Guenka vê como fundamental o trabalho de mídia para sensibilizar os atores do trânsito, especialmente motoristas. “Discutimos especialmente a segurança dos ciclistas na cidade e o comitê gestor que será criado funcionará como um canal aberto. A campanha funcionará como nosso trabalho preventivo, assim como aconteceu com as ações para a faixa de pedestres, que tiveram excelentes resultados e mudaram hábitos em Manaus. E posteriormente vamos discutir a malha cicloviária, a implantação de paraciclos públicos, enfim, mais políticas para o setor”.

O diretor do Manaustrans confia que ao unir esforços, começando pela campanha de sensibilização, se dá início a um trabalho permanente de respeito aos ciclistas e aos atores do trânsito. “Queremos dar início também à formação do comitê que reúna ciclistas e representantes da Prefeitura para colocarmos em prática ações que atendam necessidades de segurança no trânsito”, diz Franklin Pinto.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso