Promotor diz que desembargadora Encarnação das Graças, tem ‘carinha’ de faxineira

A magistrada é investigada pela PF por suspeita de ligação com a facção criminosa Família do Norte (FDN), responsável pelo massacre de 56 presos no Compaj.
10/01/2017 09h42 - Atualizado em 10/01/2017 14h02

Foto: Reprodução


O promotor de Justiça Rogério Leão Zagallo, da 5ª Vara do Júri de São Paulo, publicou um comentário no Facebook em que diz que a desembargadora Encarnação das Graças Salgado, do Tribunal de Justiça do Amazonas, tem “carinha” de faxineira.

“Pela carinha, quando for demitida poderá fazer faxina em casa. Pago R$ 50,00 a diária”, comentou Zagallo abaixo de uma postagem de um amigo, que havia compartilhado uma notícia que relaciona a magistrada à facção Família do Norte (FDN), responsável pelo massacre de 56 presos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).

Esta não é a primeira vez em que o promotor usa as redes sociais para publicar mensagens ofensivas. Em junho de 2013, durante os protestos que levaram milhões de pessoas às ruas das cidades do país, Zagallo comparou os manifestantes a uma espécie de macaco, o bugio, e pediu que a Polícia Militar os matasse.

“Estou há duas horas tentando voltar para casa mas tem um bando de bugios revoltados parando a avenida Faria Lima e a Marginal Pinheiros. Por favor, alguém poderia avisar a Tropa de Choque que essa região faz parte do meu Tribunal do Júri e que se eles matares esses filhos da puta eu arquivarei o inquérito policial”, escreveu Zagallo também no Facebook.

A mensagem de incitação à violência levou o promotor a ser suspenso de suas funções por 30 dias pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), em dezembro de 2014. Na decisão, o conselheiro Fábio George Cruz da Nóbrega lembrou ocasiões em que Rogério Zagallo usou de “manifestações ofensivas e desarrazoadas” nos autos processuais.

Em 2012, em um processo em que policiais teriam sido alvos de tiros e revidaram, matando os atiradores, o promotor observou que “bandido que dá tiro para matar tem que tomar tiro para morrer. Lamento, todavia, que tenha sido apenas um dos rapinantes enviados para o inferno”.

Fonte: veja.com


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso