Governador rebate críticas de Artur e afirma que aumento de tarifa de ônibus em Manaus não é sua responsabilidade

Para Melo, a causa de todos os problemas enfrentados pelos passageiros de transporte coletivo de Manaus foi a falta de ação do prefeito de Manaus, especialmente no ano passado.
22/02/2017 16h18 - Atualizado em 23/02/2017 10h26
Foto: divulgação

O governador José Melo rebateu as críticas feitas pelo prefeito Artur Neto e afirmou que a responsabilidade pelo aumento da tarifa de ônibus em Manaus, que passou de R$ 3 para R$ 3,80 em menos de um mês, é exclusiva da Prefeitura de Manaus. A declaração foi feita nesta quarta-feira na reinauguração do Centro Cultural Thiago de Mello, na zona Leste de Manaus.

“Tenho minhas responsabilidades como governador e não me eximo de nenhuma delas. Mas transporte coletivo não é responsabilidade minha. Se fosse, eu teria tomado outras decisões. Havia o compromisso comigo de que ele não aumentaria a passagem e eu não retiraria o subsídio. Como ele aumentou, quebrou o compromisso que a gente tinha e não tenho mais porque sacrificar o resto do Estado quando aqueles que queríamos beneficiar estão sendo punidos”, rebateu Melo as crítica feitas por Arthur.

Para Melo, a causa de todos os problemas enfrentados pelos passageiros de transporte coletivo de Manaus foi a falta de ação do prefeito de Manaus, especialmente no ano passado. “Ele fez show em cima do palanque, dizendo que não ia aumentar a passagem porque quem mandava era ele. Aí termina a eleição, ele some e volta para aumentar a passagem duas vezes”, criticou ele, afirmando ainda que o Estado se responsabiliza por serviços que são da Prefeitura, mas não pode ser também o responsável pelo transporte.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso