Hospital Universitário Francisca Mendes realizou 467 cirurgias em 2016

Até o dia 16 deste mês, já foram realizadas 96 cirurgias (entre pacientes crianças e adultos).
22/02/2017 10h31 - Atualizado em 22/02/2017 16h23
Foto: Reprodução

Único da rede pública estadual especializado em doenças do coração, em 2016, o Hospital Universitário Francisca Mendes (HUFM) realizou 467 cirurgias cardíacas (em adultos e crianças). Segundo a diretora da unidade, Juliana Palheta, a demanda do hospital é crescente, uma vez que é procurado por pacientes de toda a região Norte que dependem de tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Tendo em vista ser o único na especialidade, possuí uma demanda crescente de pacientes com fila de espera para realização de tratamentos eletivos, cuja ordem de realização depende de critérios como antiguidade, gravidade da doença e idade do paciente”, afirma Juliana.

Até o dia 16 deste mês, já foram realizadas 96 cirurgias (entre pacientes crianças e adultos). Além das intervenções cirúrgicas, o HUFM também concentra diferentes tipos de exames relacionados à área, e procedimentos médicos eletivos de alta complexidade em Hemodinâmica.

Segundo dados do hospital, de janeiro a dezembro de 2016, foram realizados 810.172 exames laboratoriais, 73.569 consultas ambulatoriais, 208 Cirurgias Vasculares, 5.055 Procedimentos em Cardiologia e Neurologia Intervencionista, 37.211 Exames Especializados para Apoio Diagnósticos, como 10.987 Raios X, 7.048 Tomografias Computadorizadas, 629 Ultrassonografias, 4.914 Cintilografias, 3.436 Ecocardiografias Transtorácicas, 9.095 Eletrocardiogramas ECG, 690 Testes Ergométricos/Teste de Esforço e 412 Monitoramentos pelo Sistema Holter 24h.

Interior – Os 61 municípios do interior do Estado também são cobertos pelos serviços do HUFM, por meio de um Núcleo de Telemedicina e Telerradiologia. Segundo o hospital, essa estrutura prioriza a telecardiologia, com a realização de teleconsultas em cardiologia e exames diagnósticos cardiológicos à distância. Em 2016, o HUFM realizou teleconsultas on-line e emitiu laudos de 41.819 exames, sendo: 39.847 Tele-ECG, 1.009 Telemapa, 876 Teleholter e 5.634 Telerradiologias.

Juliana Palheta, ressalta que o hospital atende a muitos pacientes de estados vizinhos, principalmente do Estado do Pará. Por ser referência nas áreas cardíacas e vasculares, a unidade de saúde só recebe os casos previamente avaliados por profissionais de outras unidades, que avaliam a necessidade ou não de cuidados mais especializados. “As cirurgias são agendadas. O paciente primeiro interna em outras unidades e, depois, se for o caso de cirurgia, por exemplo, a pessoa é encaminhada ao Francisca Mendes”, explica Juliana.

A diretora afirma que uma vez no hospital, o paciente passa pela avaliação de uma equipe multiprofissional que dará a palavra final sobre a indicação do caso para cirurgia.

Perfil – O HUFM é mantido com recursos estaduais e do Sistema Único de Saúde (SUS). O perfil predominante dos pacientes atendidos no hospital é de pessoas mais idosas, e com o histórico de outras doenças, como diabetes e hipertensão.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso