José Melo ressalta a importância da relação diplomática entre Brasil e Colômbia para o combate do narcotráfico

O governador reforçou que a parceria diplomática entre países vizinhos deve fortalecer o trabalho da segurança pública em relação aos problemas nas fronteiras.
01/02/2017 15h00 - Atualizado em 1/02/2017 15h01
Foto: Divulgação

Durante a visita dos ministros da Defesa do Brasil, Raul Jungmann, e da Colômbia, Luiz Carlos Villegas, em Manaus nesta terça-feira, 31 de janeiro, no Comando Militar da Amazônia (CMA), Ponta Negra, zona oeste, o governador José Melo reforçou que a parceria diplomática entre países vizinhos deve fortalecer o trabalho da segurança pública em relação aos problemas nas fronteiras. O encontro serviu para ampliar os acordos de cooperação e o combate aos problemas fronteiriços entre os dois países.

“É fundamental esse relacionamento diplomático que o Brasil está tendo com os países onde se produzem mais de 90% da cocaína que o mundo consome, no caso da Colômbia, Peru e Bolívia. Estamos no caminho correto para resolver os problemas internos do país. Em nosso Estado, a grande maioria das ocorrências policiais tem a ver com o tráfico de droga, e se a gente conter as drogas na fronteira com o aparato policial que temos, vamos dar um grande avanço na segurança pública”

O governador José Melo ainda ressaltou a importância do Governo Federal no combate ao narcotráfico nas fronteiras da Amazônia Legal. “Eu vejo com enorme alegria a postura do presidente da República que teve a coragem de enfrentar o problema da criminalidade e o tráfico de drogas da forma como está sendo enfrentada. Se não contermos a fronteira não tem como resolver o problema aqui (Amazônia). Portanto, eu vejo as forças armadas, por orientação do presidente, já se organizando para essa tarefa. Vejo que o futuro é o livramento de muitas famílias das drogas”, afirmou José Melo.

BR-319
Em relação à rodovia BR-319, o governador José Melo enfatizou que um projeto de desenvolvimento ambiental vem sendo construído para auxiliar os trabalhos na região com o apoio do Governo Federal e o Exército brasileiro. “Só vamos conseguir a BR-319 em cima de um conceito de desenvolvimento integrado da Amazônia olhando a preservação ambiental. Esse projeto está sendo conformado a muitas mãos por orientação do presidente da República, que irá lançar brevemente esse projeto para todos os Estados que vivem esse drama, como o Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, porque ali entra droga pelo Paraguai. O Exército se prontificou com recursos, garantido o trecho do meio que são os 400 quilômetros, sem retirada de árvores e animais”, explicou o governador.

Acordos
Entre as medidas consolidadas do acordo bilateral entre Brasil e Colômbia na reunião, está a integração na área da inteligência com o tráfego de informações de maneira contínua sobre os trabalhos de interesse comum, envolvendo desde os postos de fronteiras de Brasil e Colômbia até os ministérios em Brasília. Além disso, foi fortalecido o diálogo entre os dois países sobre o combate ilegal de mineração e a intensificação das fiscalizações sobre imigrações que favorecem o transporte ilícito de pessoas e drogas nas fronteiras.

Um dos acordos mais celebrados pelo ministro da Defesa do Brasil, Raul Jungmann, está a disponibilização de informações por parte da Colômbia sobre a questão de armas. “A Colômbia, para nossa satisfação e alegria, se dispôs a compartilhar todos os dados referentes à entrega de armas, e isso representa algo que é uma conquista não somente para a fronteira da Amazônia, mas também para todas as nossas metrópoles. Existe ainda um temor de que armas, frutos do processo de paz, possam migrar para as nossas cidades, e com essa abertura que nos foi dada pelo ministro da Defesa da Colômbia podemos ter agora informações precisas sobre a estimativa da entrega de armas de forma que possamos ter as informações necessárias para os controles a serem desenvolvidos”.

Esse foi o primeiro encontro de uma rodada de conversas bilaterais sobre Defesa com os países da América do Sul, no âmbito da diretriz de ampliar a cooperação no combate aos problemas transfronteiriços. Dentro de quatro meses deve ocorrer um próximo encontro para fazer o monitoramento dos acordos realizados em Manaus.

Condecoração
O ministro da Colômbia, Luiz Carlos Villegas, foi condecorado com a Comenda de Ordem do Mérito da Defesa pelo apoio prestado ao acidente aéreo que vitimou 71 brasileiros, em novembro passado, com o time da Chapecoense.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso