Jovem acusado de matar casal de mulheres durante assalto é preso em casa

Felipe Xavier Oliveira, 18, foi preso na casa dele, no mesmo bairro onde ocorreu o crime. Josanne Maria Almeida da Silva e Ana Paula da Silva Pereira foram baleadas durante o assalto.
13/02/2017 15h39 - Atualizado em 14/02/2017 10h56
Foto: divulgação

Felipe Xavier Oliveira, 18, o “Cachorro Louco”, foi preso por policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), apontado como autor dos disparos que mataram o casal Josanne Maria Almeida da Silva e Ana Paula da Silva Pereira, no último dia 6 de fevereiro, na avenida Silves, bairro Raiz, na Zona Sul da cidade.

Segundo o delegado adjunto da DEHS, Luiz Rocha, “Cachorro Louco” foi preso na última sexta-feira, 10, por volta das 11h, durante ação integrada envolvendo policiais civis da DEHS e 7º DIP. O fato ocorreu na casa onde ele morava, localizada na Rua Ipiranga, beco Ipiranga, bairro Raiz, zona Sul.

“Ao chegarmos na residência de Felipe apreendemos com o infrator 11 porções de substância ilícita acondicionadas, individualmente, em sacos pretos e três porções de substância entorpecente guardadas em saco branco. Com ele encontramos o celular de uma das vítimas do latrocínio, Josanne”, explicou Luiz Rocha.

Após a prisão de Felipe por tráfico de drogas, foi representado o pedido de prisão preventiva por latrocínio em nome dele e do comparsa, identificado como Gilvan Lima Dias, 25, o “Maninho”, que está sendo procurado pela polícia. O documento foi expedido no último sábado, dia 11, pela juíza Sanã Nogueira Almendros de Oliveira, do Plantão Criminal.

“No dia do crime Felipe e Gilvan abordaram as vítimas no momento em que elas chegavam de carro a casa onde moravam. Josanne travou luta corporal com o infrator e acabou alvejada com quatro tiros. Ela morreu no local. Ana Paula foi atingida nas costas quando tentou fugir. Ela foi levada com vida ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na zona Centro-Sul, onde veio a óbito horas depois, no dia 7 de fevereiro. Os infratores fugiram a pé, levando a bolsa de Josanne, onde estava o celular dela”, explicou o delegado Juan Valério.

O titular da DEHS ressaltou que uma testemunha ocular do caso reconheceu Felipe como sendo o autor dos disparos em Josanne e Ana Paula. Câmeras de segurança registraram o momento em que os infratores deixaram o local do crime. Conforme a autoridade policial, Felipe declarou, em depoimento, que foi chamado pelo comparsa para fazer um “corre” – termo utilizado por infratores em referência a roubos – mas que não atirou nas mulheres. O jovem argumentou, ainda, que Gilvan teria deixado o celular de Josanne com ele para que pudesse vender o aparelho.

Felipe foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e indiciado por latrocínio. Conforme o delegado Juan Valério, o infrator foi levado para Audiência de Custódia no último sábado, dia 11, por conta do crime de tráfico de drogas, e foi mantida a prisão dele.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso