Sistema de bloqueio de celular é lançado no AM para reduzir roubos

O funcionamento em Manaus começa na próxima segunda-feira (13) e pode ser feito em 30 delegacias da cidade.
10/02/2017 14h40 - Atualizado em 11/02/2017 15h28
Foto: Divulgação

Com o objetivo de reduzir em até 40% roubos de celulares na capital, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP) lançou nesta sexta-feira (10) um sistema de bloqueio de celulares após o registro de Boletim de Ocorrência nas delegacias. O funcionamento inicia na próxima segunda-feira (13) em 30 Distritos Integrados de Polícia (DIPs).

Na ocasião, Sérgio Fontes enfatizou que o sistema permitirá o bloqueio imediato de aparelhos móveis roubados, furtados ou extraviados ainda na realização do registro do Boletim de Ocorrência (BO) nas unidades policiais da capital. A ação é uma parceria entre a SSP-AM e Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), por meio do Cadastro de Estações Móveis Impedidas (Cemi).

Conforme o secretário da SSP-AM, o objetivo do sistema é inibir roubos de celulares em Manaus, já que os aparelhos poderão ser bloqueados entre seis a 24h. Atualmente, esse serviço de bloqueio pode ser feito pelo cliente com a operadora, de forma mais burocrática. Com a adesão do Amazonas a esse sistema, a vítima do crime ganhará mais agilidade nesse processo.

O delegado titular da DI informou que a partir da próxima segunda-feira, 13, o sistema estará disponível em todas as unidades policiais da capital. Gesson Aguiar explicou como irá funcionar o sistema de bloqueio de celular nas delegacias.

“O cidadão que tiver o aparelho celular roubado, furtado ou extraviado, poderá se dirigir a qualquer DIP da capital, inclusive na própria DI, no prédio da Delegacia Geral, para formalizar a ocorrência e já preenche uma solicitação do bloqueio desse aparelho. A vantagem é que no momento em que ele já estiver registrando a ocorrência ele já solicita o bloqueio do aparelho, sem precisar procurar a operadora. O prazo é de 24h para o aparelho ser bloqueado, porque as unidades policiais irão fazer o registro e passarão os dados à DI, que irá executar o bloqueio dos aparelhos”, afirmou Aguiar.

Como vai funcionar
A vítima de roubo, furto ou extravio deve apresentar os seguintes documentos para a realização do bloqueio: cópias do Registro Geral (RG) e Cadastro de Pessoa Física (CPF), comprovante de residência, Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e comprovação de vinculo, em caso de pessoa jurídica. Também será necessário preencher um formulário autorizando o bloqueio.

O sistema irá funcionar de segunda a sexta-feira, nos 30 Distritos Integrados de Polícia (DIPs) e Delegacias Especializadas, das 8h às 17h, assim como nas Centrais de Flagrantes que funcionam com sistema de plantão 24h, nos seguintes DIPs: 1º, 6º, 9º, 10º, 12º, 14º, 15º, 19º DIPs, além das Delegacias Especializadas em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) e em Crimes contra a Mulher (DECCM).


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso